Adolescente que teve a testa tatuada desabafa: “Tive vontade de morrer, comecei a chorar”

O jovem que teve a testa tatuado por dois agressores na cidade de São Bernardo do Campo, no interior Paulista, disse em entrevista ao portal de notícias da Globo que começou a chorar e teve vontade de morrer quando olhou para o espelho e viu a seguinte frase: “Sou ladrão e vacilão”, frase marcada de forma definitiva no rosto do jovem.

O rapaz de 17 anos, mora na casa da avó e negou que tenha roubado a bicicleta de um deficiente físico, como foi alegado pelos dois homens que tatuaram no rosto do garoto. “Eu estava bêbado, esbarrei na bicicleta e ela caiu”, afirmou o jovem.

Os dois homens que torturaram o garoto são Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27 anos, e o vizinho dele, Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos. Os dois estão presos desde sábado (10).

Os tios do adolescente disseram que o garoto é muito querido na região e que ele está muito abalado e assustado com a situação e que no momento a única prioridade é a recuperação física e mental dele. Já que além da tatuagem, o menino teve o cabelo raspado, pois os torturadores presumiram que pelo fato do garoto ter o cabelo grande, ele poderia esconder a tatuagem.

O advogado da família disse que irá esperar para tomar as devidas medidas judiciais sobre o ocorrido, que no momento a unica preocupação é a recuperação do garoto de 17 anos, que estava desaparecido desde o final do mês de maio e a família o reconheceu no vídeo que viralizou nas redes sociais.

O garoto em entrevista ao G1 pediu ajuda para ser internado para conseguir se recuperar, já que é viciado em álcool e droga. A família informou para polícia que o garoto sofre de problemas mentais.

https://www.youtube.com/watch?v=IGpqc44iiu4