Slam das Gurias mostrando a voz no cenário regional e nacional

O campeonato de poesia falada (poetry slam) pode ser definido como um “jogo” ou até mesmo “esporte da poesia falada”. Mas, para além disso, ele é reconhecidamente um movimento social, cultural e artístico que tem sido utilizado como plataforma para criar espaços onde a manifestação da livre expressão poética, do livre pensamento e do autoconhecimento, assim como a coexistência da diversidade, como prática de cidadania.

Poesia autoral, jurados e três minutos. Assim se caracteriza o que podemos afirmar ser uma modalidade esportiva da literatura

O Slam das Gurias CWB surgiu no dia 8 de março de 2019, como ato de abertura da marcha do dia internacional da mulher, na escadaria do prédio histórico da Universidade Federal do Paraná. Com o propósito de promover um ambiente mais acolhedor para as mulheres se expressarem livremente, o local foi transferido para o pátio da Reitoria da UFPR, onde o movimento acontece mensalmente, geralmente no primeiro domingo de cada mês.

Percebendo a necessidade de representatividade feminina na poesia, as slammers Gabriela Carneiro e Jaqueline Mancebo criam o Slam feminino na cidade de Curitiba, onde as mulheres são protagonistas mas todos podem prestigiar. Inspirado na coletiva Slam das Minas SP, que surge em março de 2016 com o propósito de criar um espaço de voz e acolhimento, além de garantir uma vaga para o campeonato anual do Slam Brasil.

No dia 17 de Agosto de 2019 aconteceu a primeira edição do “baile” do Slam das Gurias. O propósito era único: fomentar a cultura e a liberdade de expressão para o lado feminino da força. Unindo entre si poetisas, MC’s, DJ, musicistas e dançarinas, o encontro ficou marcado pelo emponderamento e a representatividade do corre. A união no dia foi tão eminente que por diversas vezes podíamos flagrar pessoas se emocionando com poemas e histórias e principalmente: a união de podermos ser livres e sinceras uma com as outras.

Além da tradicional “batalha” o evento contou com um pocket show da Diva Ganjah acompanhada da sua DJ e Produtora Paola Spena mulheres firmes e fortes contando em suas letras paixões e vivências.

Vida longa ao Slam das Gurias para poder ocupar espaços, representar vozes, demonstrar afeto a aquelas que se sentiram desamparadas e principalmente: poder ser quem você é.

Fotos: Danielle Costa.