Salve Gravado: Rodrigo Ogi fala da infância, problemas com bebida e sua trajetória

Nessa quinta-feira (21) o já tradicional quadro do coletivo Ol’ Darth Bástarde (ODB), Salve Gravado, trouxe uma entrevista com Rodrigo Ogi, famoso por contar histórias em suas letras.

Ogi conta sua infância, onde conviveu sem pai, violência na adolescência, introdução na cultura de rua com o skate e a pichação. Fala também do seu início no rap em meio as rodas de freestyle onde convivia com Kamau, Emicida, Slim Rimografia, Rashid, Projota e Criolo. Nesse período também foi quando participava de seu antigo grupo, o Contra-Fluxo. Na conversa, o mc faz um paralelo entre seus dois álbuns: o “Crônicas da Cidade Cinza” e o “” – este eleito o melhor cd de rap de acordo com a lista dos 60 melhores discos de rap de 2015. Comenta também sobre futuros trabalhos e o projeto de lançar um novo álbum em 2017.

O Salve Gravado é disponibilizado no canal do Youtube da OI’ Darth Bástarde com auxilio da Livestation na produção. A proposta da entrevista é ser algo descontraído, diferente da seriedade que você vê sempre nas entrevistas tradicionais.

Imagem reprodução
Imagem reprodução