Rei Lacoste lança a mixtape V1D4L0K4T4MB3M4M4

O artista da Balostrada Records, Rei Lacoste, lançou esta semana a sua mais nova mixtape intitulada “V1D4L0K4T4MB3M4M4“.

O trabalho é uma compilação de singles que foram lançados no primeiro semestre de 2019 e leva a produção dos beats em sua maioria pelos produtores 2kike e Mu, somado a duas faixas inéditas: “Como” e “A tonga“.

A mixtape também tem a participação de Giovani Cidreira, arte de capa do próprio Rei Lacoste e fotografia de 2kike.

V1D4L0K4T4MB3M4M4” traz 4 faixas autorais e a releitura da música “A tonga da mironga do kabuletê“, de Vinicius de Moraes, rearranjada por Rei Lacoste.

Tracklist:
01 Rei Lacoste – Carmen Sandiego
02 Rei Lacoste – Enterrausbaba ([email protected])
03 Rei Lacoste – Como (prod. Mu)
04 Rei Lacoste – A tonga (prod.2kike)
05 Rei Lacoste – Vagalumes (prod.2kike) ft. Giovani Cidreira

A maioria das músicas trazem o amor como subtema. Em “Carmen” eu cito Vandal – que também tem uma maneira muito própria de usar as palavras – dizendo “hoje sei que não te amo”; em “Enterrausbaba”- que dediquei a meu amigo Davzera- : “sinto o coração mas não sei o que há”; Em Vagalumes eu cito a frase de Vinícius de Moraes: “A arte não ama os covardes”. Vinícius ainda volta na música “A tonga”, que é apenas (e não só) um arranjo que fiz da música dele transformando-a em trap, aí eu acho que é uma declaração de amor à arte e à linguagem – acho que uma música composta nos anos 70 voltar em 2019 dessa maneira é quase impensável. “Como”, que é um beat genial feito por MU ( dj Marcelo, Maurício Eduardo), é escancaradamente uma música de amor, quase obscena. Tem questões pessoais ali, mas também muitas citações. Tem o refrão que é o sample de Paulo Diniz: “Como vou deixar você se eu te amo?”, que nos remete a coisas pessoais mas também há dúvidas que as vezes tenho em seguir fazendo arte.

Rei Lacoste