Gledson PicaPau critica a falta de compromisso de alguns mc’s em sua nova música ‘Hollow Point’

Nascido e criado na cidade de Olinda (PE), Picapau iniciou a carreira em 2005, quando começou a compor e ter contato com a música através do Funk. Influenciado pelo Mangue Beat e MPB, passou a incorporar mais poesia e expressão em suas letras, e na última semana, lançou a música “Hollow Point“.

A letra vem abordando mais que um tema em poucos minutos de duração, e ao mesmo tempo se inicia com uma sequência de versos líricos, cuspindo críticas a falta de respeito por parte da polícia com a população periférica, a falta de amor próprio e a vontade de resistir.

A música ainda ataca a falta de compromisso de alguns mc’s, com o próprio Rap. A capacidade de usar um dom para um bem maior, onde muitas vezes, se mostra uma escassez poética por excesso de versos corridos, colocando sempre drogas e mulher como auto exaltação.

Sobre a música, Picapau disse: “A ideia é da um se liga geral. As coisas estão fora do lugar e muitos guerreiros do rap tão sendo café com leite, sendo cópias que se preocupam em mostrar suas roupas estilosas flows e adereços pagando de gang nas fotos, e desprezando o privilégio de poder abrir uma cabeça com poesia antes que alguém venha e abra na bala, fala Picapau

O trabalho tem base produzida por Jeff, Gravação master e mix por JJ Slim, arte assinada por Samuel Salgado e fotografia de Gabriel Felipe.

Trecho da música
Eu to no corre
inspirado em Chico Science, lírica energicamente
eu vou cantar por minha gente, pra não ser mais um domando
sei quanto dói na gente, ao andar tranquilamente
e ter a moral espancada por palavras de um soldado