Os Rappers da NBA

No último final de semana, do dia 17 ao 19 de fevereiro, ocorreu em New Orleans, nos EUA o NBA All-Star Weekend, ou em bom português, o fim de semana das estrelas da NBA. Que teve a homenagem ao nosso Oscar Schmidt e apresentações de artistas como John Legend, Fat Joe, DJ Khaled.

Como escreveu um dia desses o meu colega Marcílio Gabriel sobre a representatividade da camisa dos Bulls dentro do Hip Hop, o Rap e o basquete estão conectados. E desde os anos 90 que jogadores da NBA têm curtido algumas horas como rappers. Como é o som de cada um? Quais são suas influências? Vamos conferir.

O armador do  Portland Trail Blazers, Damian Lillard  a.k.a. Dame D.O.L.L.A, lançou ano passado o álbum “The Letter O”, com participações ilustres como Lil Wayne, Juvenile, Jamie Foxx, Raphael Saadiq. Algumas músicas lembram a levada de Lupe Fiasco.

https://www.youtube.com/watch?v=-zjVHkR3e7Q

Lou Williams que já foi eleito o melhor sexto homem da liga em 2015, esta semana fez suas malas e partiu de Los Angeles para fazer parte do elenco do Houston Rockets. Lou também rima e inclusive tem uma colaboração com Meek Mill na música “I Want It All“. Se liga na versão de “Panda” que Lou fez:

Quem tem um som que lembre qualquer mc com Young no nome é Iman Shumpert do  Cleveland Cavaliers.

Não é só os astros americanos que fazem Rap na NBA, o armador francês do San Antonio SpursTony Parker, também se arriscou nas rimas.

Em 1999 o ala-pivô Chris Webber que passou pelos times Warriors, Kings, Pistons, 76ers, lançou o disco “2 Much Drama“, com participações de Kurupt e Redman.

O ala veterano do Los Angeles Lakers, Ron Artest, coleciona alguns singles. O mais louco de todos sem duvida é o que ele fez em celebração ao último título dos Lakers, “CHAMPIONS“!

O ala armador Lance Stephenson, hoje no Minnesota Timberwolves, que já tretou com LeBron James nas finais da conferência leste de 2014 quando atuava pelo Indiana Pacers, faz Rap no melhor do estilo dirty south.

Para muitos o maior jogador da história depois de Michael Jordan, Kobe Bryant não teve uma carreira brilhante no Rap como teve nas quadras. Chegou a colaborar numa música do cantor Brian Mcknight e trocar algumas diss com seu ex companheiro de time Shaquille O’neal. Uma coisa boa para Kobe da sua carreira como rapper foi ter conhecido sua esposa Vanessa Bryant numa gravação de um vídeo clipe de uma música sua.

O jogador mais influente fora das quadras na história da NBA é Allen Iverson, além de um jogador que foi MVP em 2001 e hoje em dia é Hall of Fame, Iverson se vestia como queria, esbanjando estilo e ostentando, coisa que influenciou os outros jogadores da liga e que acabou com os chefões conservadores da NBA criando a regra obrigatória dos jogadores vestirem terno e gravata nos dias de jogos. Colecionador de controvérsias fora de quadra, a mais notória foi sua carreira no Rap. No verão de 2000 com o nome Jewelz, Allen lançou o single “40 Bars“. Acusado de misoginia e homofobia por muitas pessoas, o suposto álbum de Allen Iverson não teve a aprovação do comissário da NBA na época, David Stern. O álbum não chegou a ser lançado. Num vídeo que ele aparece trocando uma ideia com Jadakiss, Iverson nomeou seus 5 mcs favoritos: B.I.G., Redman, 2 Pac, Jay-Z e T.I.

https://www.youtube.com/watch?v=bxIQJTNwrAM

Se Iverson foi o mais influente, Shaquille O’Neal é o mais carismático da NBA. O pivô de 2,16m de altura que ao lado de Kobe ganhou 3 títulos seguidos jogando nos Lakers, atuou em filmes, teve uma boa carreira como rapper com 5 álbuns lançados e colaborações com Ice Cube, B-Real e KRS One.

https://www.youtube.com/watch?v=FLAVsPMzPRU