Menestrel lança “Relicário” e fala sobre a importância do álbum para sua carreira

Entre os corres das viagens pelo Sul, onde realizou shows nas cidades de
Balneário, Joinville e Florianópolis, no último fim de semana, Yan Menestrel se mostrou bastante feliz com o lançamento do seu primeiro álbum, “Relicário”, que foi produzido desde os seus 16 anos. O disco conta com as participações de Sampa, Diomedes Chinaski, Sant e Victor Xamã. Creia, antes de “Relicário”, Menestrel criou outros seis álbuns, sendo que jogou todos eles no lixo.

Com apenas 17 anos, muitos feats em 2016 e na semana passada ainda lançou mais um, em parceria com Primeiramente e ADL, Yan disse ter sentido a necessidade de fazer esse disco, porque em apenas 16 linhas nem sempre se consegue passar o que é preciso.

“Fiz esse disco para ser a minha primeira aparição fixa na cena. […] É é um disco taurino, feito para ser organizado, sério. É um disco claro, não traz nenhuma informação duvidosa, tudo o que falei nele é com plena certeza, com muito respaldo. Foi um disco que eu quis tratar a verdade da minha vida de uma forma impar, por isso o nome Relicário. Porque é onde estarão todas as relíquias, todos os segredos que não contei, as verdades que vivi, todas as coisas que vi acontecer”.

Durante nossa conversa, ele disse querer se afirmar como um rapper de grande escala, que consegue seguir com as próprias pernas e fazer um trabalho de responsabilidade, mesmo com pouca idade, e reconheceu o esforço de todos que estão ao redor dele, que colaboraram de alguma forma. “A construção das músicas e das letras foi um trabalho conciso de um adolescente de 17 anos, por isso prezei tanto paras soltar o álbum ainda aos 17”.

Até o fechamento desta matéria, conversei com alguns fãs de Menestrel e obtive a resposta de Paloma Leone, baiana, também MC, e que curtiu bastante o novo trabalho dele.

“Sem duvidas um dos melhores CD’s que já escutei! Cada musica é uma viagem diferente, as letras, a forma que ele canta, todo esse conjunto me trouxe uma sensação de tranquilidade escutando o som. Mesmo com o peso na letra, é um som que você escuta e consegue refletir as linhas e isso é ótimo. É um CD com muito sentimento envolvido nas faixas e consegue passar isso pra quem está escutando. E melhor ainda é você ouvir um CD e gostar absolutamente de todas as faixas, sem pular nenhuma. O cara é foda!”. 

Confira o álbum completo que já está disponível no youtube e, em breve, nas demais plataformas.

Faixas:
1 – DissÉ7 (Prod. DJ Caique)
2 – Astros part. Sampa (Prod. Slim)
3 – Katrina (Prod. TH)
4 – Braggadócio part. Diomedes (Prod. Mazili)
5 – Psicografia (Prod. Welldone)
6 – Intervenção (Prod. Slim)
7 – Sicários part. Sant (Prod. Slim)
8 – Ramalhete part. Victor Xamã (Prod. Victor Xamã)
9 – Relicário (Prod. Slim)
10 – Despedidas (Prod. Jr. Branko)

Ficha Técnica:
Mix / Master – Rodrigo Locaut
Capa – Esdras Gomes / @es.dras
Lyric vídeos – Lucas Messias (LA Designer) / @la_designer_
Design de Vídeo: Lucas Messias (LA Designer)
Instrumentais: Slim, DJ Caique, Mazili, Victor Xamã, Jr. Branko, Welldone, TH.
Participações Especiais: Sampa, Diomedes Chinaski, Sant, Victor Xamã.

Acompanhe Menestrel: Facebook | Instagram | Twitter | Youtube.