Mc Dyou conta como superou a depressão com o novo EP ‘Ponto e Virgula’

Mc Dyou é o nome artistico de Jandilson, do interior da Bahia, 28 anos de idade e que faz rap há quase dez anos. Agora está lançando o seu novo trabalho, se trata do EP “Ponto e Virgula“; um disco com 8 faixas e com um pouco mais de 25 minutos de duração.

A sua trajetória dentro do rap começou através do seu irmão que sempre escutava os grandes clássicos, de São Paulo vinha o Facção Central e 509-E; de Brasília vinha nomes como GOG e Voz Sem Medo, quem nunca ouviu o clássico de “De Herói a Bandido” do grupo de Brasília.

O artista começou sua caminhada em 2011 e tem na sua bagagem dois CDs, o primeiro foi a mixtape “Posso Ser Mais” e o segundo foi um EP intitulado de “Histórias de um Sonhador”. As primeiras rimas de Dyou foram feitas nas praças da cidade de Simões Filho, que faz parte da região metropolitana de Salvador.

Nesse novo disco eu conto um pouco da minha historia, envolvida em várias mensagens de superação e elevação pessoal.

Ponto e vírgula tem o significado literal de continuação, é sobre isso que esse EP aborda, esse disco representa uma parada na vida, mas não tá curta como uma vírgula e nem tão longa quanto um ponto final, sempre dando um gancho para um recomeço. Falando sobre não desistir dos seus objetivos, conquistar o seu lugar, passando pelos desafios que encontrará pelo caminho.

Essa é uma obra que fala sobre desistir da ideia de morte causada pela depressão e decepções, e sempre erguer a cabeça e continuar caminhando

O disco também tem umas pitadas de revolta e cobrança; com muita mensagem pesada e punch em quem merece. O disco ganhou vida quando MC Dyou contactou o Henry, seu parceiro, dono do estúdio DeQuebrada Records e então começaram as gravações dessa obra que vale a pena ser conferida.

Siga MC Dyou: Spotify | Youtube | Instagram