Marcelo D2 anuncia o 10º álbum da carreira e solta o primeiro single ‘Resistência Cultural’ com um baita clipe

Marcelo D2 lançou hoje (31) o vídeo clipe da música inédita “Resistência Cultural“, que abre alas para o seu décimo disco, que já tem nome: “Amar é para os Fortes“.

O single tem participação especial de Helio Bentes (Ponto de Equilíbrio) e Siba e uma bela produção musical do Nave Beatz, que tem uma alternância excelente entre os versos de D2 e o refrão de Helio.

O clipe, todo em preto e branco, que tem uma baita direção e edição (méritos do time Marcelo D2, Wilmore Oliveira, Ronaldo Land, Cauã Csik e Daniel W.), foi gravado inteiramente com celulares, mais especificamente iPhone 6+ e 7+. As imagens mostram de forma autêntica a cultura do Rio de Janeiro, que difere dos padrões de cartões postais, e ainda reúnem pessoas conhecidas da cena underground carioca — grande parte do Bloco7.

Sobre o novo álbum, D2 revelou alguns detalhes em uma recente entrevista para o Noisey. O disco “Amar é Para os Fortes” terá 8 faixas e virá com clipe para todas as faixas, formando assim um curta-metragem.

Na boa entrevista [vale a pena ler], D2 revela que o disco contará a sua história. “O filme é uma ficção não linear que conta a história desse cara que nasce numa favela não pacificada do Rio de Janeiro, tem as tretas dele lá, tem que sair do morro fugido, um cara que cresceu gostando de arte, mas vindo de um lugar violento arte era quase que uma utopia na vida dele. Depois disso ele encontra uma modelo e artista plástica francesa que vem estudar Tarsila do Amaral e modernismo aqui no Rio e aí eles acabam se encontrando e a vida tá ótima, mas o passado o atormenta. Eu vejo uma molecada de revólver na mão tirando onda, e me veio à cabeça que isso daí qualquer otário faz, empunhar um revólver e se achar foda, agora quer ver amar, segurar bronca mesmo, de ter amor, carinho e compaixão pro próximo. Amar é para os fortes! E a história é meio sobre isso, tem sexo, drogas e rap”.

Amar é Para os Fortes” tem data de lançamento prevista para novembro de 2017, pela Deck Disc.

Trecho da música
“Busco nos mais velhos dos terreiros e tambores/ Que assim fico mais forte, enfrento medos e minhas dores/ No mundo de dinheiro, não se tem mais valores/ Nos separam por classe, cores, escravos e senhores, é/ Conquistaram meu espaço, eu olho pro futuro sem esquecer o passado/ E se rebaixam assim mesmo, que é serem elevado/ Nos querem de humildes para sermos humilhados”