Ouça o disco ‘A Volta Das Que Não Foram’ do Gabriel Zion

Após anos trabalhando na produção, o cantor e compositor Paranaense irá lançar seu primeiro CD em parceria com Rafael Morais. O álbum chamado “A Volta Das Que Não Foram” é composto por músicas de Gabriel Zion concebidas entre 2009 e 2014 e resultado também de parcerias mais recentes com Rafael, como as faixas “Plante” e “Respira“.

O projeto, que conta com produção musical do Dj Samuscratch, une a cena World Music underground, com participações de VictorBeats, Griloman, Melk, Nego Sujo, Pena, João Furlan, André Drago, Neroche, FubáBeats e ainda o renomado guitarrista carioca Sidney Linhares, que já atuou em shows e discos ao lado de artistas como: Mano Brown, Cassiano, Mike Stern, Cláudio Zoli, Emilio Santiago, Milton Nascimento, Filó Machado, Seu Jorge, Elba Ramalho, Carlos Lyra, Luiz Melodia, Arthur Maia, Gerson King Combo, e há 15 anos trabalha com a Banda Black Rio.

O álbum, que coloca em diálogo grandes pensadores presentes na trajetória de Zion, traz nas entrelinhas a concepção deleuziana do Devir, reconhecendo a importância de uma mudança de perspectiva, quando o olhar para o entorno se dá antes de olhar para si, onde a meditação e o silêncio são fundamentais para essa compreensão.

A presença de colagens citando uma fala do filósofo chinês Lao Tsé assim como o trecho de uma abordagem da monja Coen, deixam claro o estilo de vida oriental do compositor. Que enxerga nessa vertente a real orientação que vem clareando a consciência.

Exaltando arte como alimento, a obra mostra o poder e a necessidade que temos de evitar a cegueira branca, causada pelo excesso de informação que presenciamos nos dias de hoje. A narrativa explora em sua trajetória simbolismos e misticismos que dão a ela um caráter atemporal.

A composição que abre os trabalhos é o instrumental “Intro Duz São” trazendo um som extraído de uma árvore. É a natureza divina ditando o caminho ligado a uma memória (sampler) da grande referência do disco e temperado com precisos riscos do Dj Samuscratch.

Entre as novas músicas que estão no CD, segue na sequência a segunda faixa e primeiro single divulgado este ano, “Ar Vó Reluz” que conta com um clipe experimental filmado com iPhone e que está disponível no Youtube. A música exalta a ideia de nossa eterna continuidade enquanto ser, trazendo para o presente a responsabilidade de estar desperto.

A caminhada já tem um tempo, não é de hoje que Gabriel Zion prática em seu dia-a-dia o verso e a poesia. No exercício em busca da evolução de si, alinhando as frequências do próprio existir com equilíbrio, se fazendo rima para desenvolver a percepção de estar pleno.

O tempo muda as coisas, mas não altera a essência. As ideias registradas ao longo dos anos fermentaram assim como a consciência cresceu com novas vivências sustentadas pela sublime missão da paternidade. Dom que vem firmando o chamado do músico, que representa no cenário do rap nacional a força da espiritualidade como fonte e base.

O início da trajetória de Zion como Mc remete aos tempos de adolescente, onde a facilidade na escrita e a grande admiração pelo trabalho de seu xará Gabriel, o pensador, despertaram seu interesse pelo assunto. Mas foi assistindo o filme “8 Mile” que teve o choque cultural que o despertou, sendo esse um divisor de águas em sua vida! A partir daí o freestyle passou a ser sua sombra, transcendendo com o tempo para composições e produções. O contato com o skate desde os 12 anos é fonte de influências como Racionais Mc’s, Chyfress Hill e Wu Tang Clan além de ser base para equilíbrio no board e na vida!

A linha do autoconhecimento fica clara sempre, dando a oportunidade para o ouvinte perceber com tranquilidade. Um verdadeiro convite para uma viagem em si. Palavras chave e sentidos altos trazem consigo movimentos de harmonia e positividade. Essa é a vivência de ZioN por esses tempos, expressada na cultura da arte urbana, o REP.

Ouça “A Volta Das Que Não Foram” aqui: