Estudantes baianos criam Rap sobre conservação do patrimônio escolar

Sabemos que o rap também é utilizado para passar mensagens adiante como forma de abrir os olhos e a mente dos ouvintes. E foi com essa perspectiva que Murilo Cerqueira, 16 anos, André Vinícius, 18 , e Clayton Lima, 16, estudantes do 2° ano do Ensino Médio, no Colégio Estadual Professora Georgina Ramos da Silva, no bairro da Boca do Rio, em Salvador, decidiram criar o “O Rap em Ação pela Conscientização“.

Os rapazes, que tem um grupo chamado “Sagrado Flow” , criaram a música baseada no cotidiano escolar, contendo um discurso de valorização e cuidados com o patrimônio material da escola como carteiras, mesas, paredes e outros. O videoclipe contou com a participação de vários alunos do colégio, além de receberem o apoio e incentivo dos professores e demais colegas. Confira!

Um vídeo publicado por RND (@portalrnd) em

Ei, siga o RND no Instagram!