“Foi muito mais instintivo do que racional”, diz Akira Presidente sobre o álbum ‘Fa7her’

Capa de ‘Fa7her’

A espera acabou! Depois de meses de ansiedade, finalmente, nesta sexta-feira (12), Akira Presidente lançou “Fa7her“, composto por onze faixas que afirmam: o trabalho será um dos melhores lançados no rap nacional neste ano de 2017, de fato!

O álbum, que marca uma nova fase na vida do rapper, é surpreendente. Em entrevista exclusiva ao RND, o Presidente contou que esse foi o mais visceral de todos os seus projetos:

— Foi muito mais instintivo do que racional. Filtrei muito pouco. Praticamente, compus ele gravando no meu telefone o que ia criando na hora, depois lapidava o flow e a ideia. Me reunia com o Fill lá na Pirâmide [Perdida] e daí ajustávamos a track.

O tema e inspiração de “Fa7her” surgiu a partir do assunto que o rapper sempre fala em suas músicas: o amor por sua família.

— O nascimento da minha filha foi, de fato, uma nova fase boa e louca na minha vida. Era difícil fugir desse tema na criação, mas me preocupei muito mais no conceito do álbum, de não ser tão óbvio de rimar sobre “ser pai” mas sim sobre “viver” sendo um pai nesse mundo que vivemos.

Fa7her” é bastante diferente de “Pós Expediente“, o último EP do rapper.

— Na criação do “Pós Expediente” eu peguei uns beats com o Fill, minha filha era recém-nascida, eu ficava muito em casa e apareci com as letras prontas e depois criamos o conceito do EP. “Fa7her” foi criado passo a passo, um cuidado enorme na execução dele, Fill e eu trabalhamos juntos nesse álbum, já no “Pós expediente” nós só casamos as rimas no beat.

Para o Presidente, apesar de o rap ter rompido muitas barreiras de preconceito e, nos últimos tempos, ter uma base bastante diversificada de fãs, ainda há muitas barreiras no mercado musical com as quais os rappers ainda se deparam.

— Precisamos seguir evoluindo e conquistando sempre, estamos aos poucos chegando mais longe; tenho certeza que logo menos vamos ocupar uma espaço maior na mídia e em outros festivais.

Ter feito o trabalho com uma equipe incrivelmente talentosa, amiga e, acima de tudo, extremamente dedicada com o trabalho fez com que as dificuldades ficassem pequenas para o lançamento do álbum, conta Akira.

— Uma das dificuldades encontradas para lançar Fa7her foi que o Luccas [Carlos] mandasse a voz dele gravada na Barbie Marley [HAHAHA]! Brincadeira, sou abençoado de ter uma equipe muito foda do meu lado! Fill e eu gostamos de trabalhar juntos e o Arthur Luna na mix e master elevou de fato nossa qualidade!

Fa7her é um verdeiro tiro! Dá play e já se prepare, pois é impossível parar de ouvir esse álbum: