Em 22 edições, o Planeta Atlântida coleciona histórias com Planet Hemp e Marcelo D2

O Planeta Atlântida acontece desde o ano de 1996, teve sua última edição em 2017 e se prepara em janeiro para a sua vigésima terceira edição, um feito histórico, que consolida Planeta Atlântida como um dos maiores festivais do Brasil e o maior festival do sul do país. Todos os gêneros musicais tem espaço dentro do Planeta, seja funk, sertanejo, rock, rap, tudo é muito bem vindo, em um dos palcos mais receptivos aos artistas.

Alguns artistas consolidaram suas carreiras no festival, outros fizeram shows de despedida, mas para todos os amantes de rap, o que mais marca no Planeta Atlântida é a presença rotineira de um dos músicos mais respeitados do Brasil, Marcelo D2, que quando não está só, está muito bem acompanhado da trupe do Planet Hemp.

No ano de 2001, o Planet Hemp, a banda que tinha como líderes BNegão e Marcelo D2 estava bombando em todas as rádios do Brasil e a presença deles no palco do Planeta era algo quase que obrigatória. Lá eles tocaram todos os sucessos do quarto álbum de estúdio “A Invasão do Sagaz Homem Fumaça“, foram músicas como “Legaliza “, “Ex-Quadrilha da Fumaça“, “Mantenha o Respeito” e a mais conhecida delas, “Contexto“, embalaram uma multidão.

Marcelo D2 havia lançado o aclamado “Acústico MTV” em 2004, após o sucesso estrondoso, ele saiu em carreira solo, com isso, mais uma vez foi inevitável, Marcelo D2 se apresentou com todo o seu gingado nos palcos do Atlântida sete vezes, incluindo aquele mesmo ano de 2004, depois ele voltou nos anos de 2005, 2007, 2009, 2010, 2012 e 2017.

Assista a apresentação do Planet Hemp em 2013, em sua última apresentação como grupo no festival: