Confira o som e clipe sinistro, fruto da junção entre Peu (CanetaBeats) e NDR

Nesta quarta (25), Peu, integrante do grupo CanetaBeats, da Zona Oeste do Rio de Janeiro, e o grupo NDR, da Zona Nortetambém do Rio, lançaram um som com direito a clipe, intituluado “OFNTV”, que ficou pesado demais, com uma lírica afiadíssima, de cada um que versou, um beat sinistro, produzido pelo próprio Peu, e um clipe incrível. Em suma, o audiovisual de “OFNTV” ficou de primeira.

A ideia do som surgiu quando Peu, que, além de rapper, é produtor, fez o beat e, em seguida, o refrão e o seu verso. Então gravou e enviou a guia ao Black e Ras (NDR), os convidando para somar para uma participação, e eles aceitaram de imediato.

Enquanto os caras do NDR estavam escrevendo seus versos, TPires, que é produtor de clipe, disse ter uma boa ideia depois de ouvir a guia. Então, depois que chegaram com o verso, TPires só alterou alguns detalhes dentro do que ele já tinha planejado e deu a luz esse clipe que ficou num nível proeminente.

O conceito do som é totalmente voltado contra a ideia de que um rapper pobre, que veio de uma vivência sofrida, não pode subir na vida. Totalmente contra a ideia falsa de que, quem quer ganhar dinheiro com o Rap, é “vendido“, e rótulos desse tipo. E esse som passa essa visão de que, sim, os grupos e MC’s têm sim que ganhar dinheiro fazendo o que amam, e isso não deve ser visto como pecado, pelo contrário, como vitória. “Vitória, desde que, ao ganhar o dinheiro, não perca as raízes“, segundo o Peu.

Enfim, sem mais delongas, confira e aprecie o belíssimo trabalho que saiu de todos esses monstros:

Trecho da música:
Nada mais justo… olha ao redor
O mundo tá caro e os dias se passam cada vez pior
Viver com medo de morrer, ou morrer sem saber o que é viver
Fracos acreditam na sorte, mas eu acredito que é ganhar ou perder