Jammal, o Black Potter, fez um remix agressivo de ‘Sulicídio’

No último dia de outubro, o mc mineiro JammalBlack Potter“, soltou um dos mais pesados remix da icônica música “Sulicídio“, de Baco e Diomedes. O remix bate forte justamente por utilizar da mesma arma da versão original: dar os devidos nomes aos bois.

Entre os quase 5 min de música, Black Potter dipsara jabs numa porção de coisas e pessoas, como a alfinetada no youtuber Guilherme Treeze ou a sapatada em Jair Bolsonaro e Michel Temer, sobrou até para sites que fazem sensacionalismo no rap e também jabs direto no $yro — Jammal nos falou um pouco sobre a faixa:

— Falei de algumas coisas que eu queria que ‘morressem’. Coisas que não gosto atualmente, seja na política ou no rap. Me identifiquei bastante com o instrumental, mostrei a música por Mazili e pro Sly e eles aprovaram a parada. Coincidentemente -ou não- todas essas coisas são da parte de baixo do mapa [sudeste] (risos).

O remix foi gravado, mixado e masterizado por Tchelo, na InBeatz Rec. A arte brilhante foi produzida pelo Silas Gonçalves.

Acompanhe Jammal “Black Potter” no Facebook.

Trecho da música
24 horas de rap travestido de Nelson Rubens
Posta tretinha do Syro?
Posta logo a minha se quer mesmo ir em direção às nuvens
Faaala que come as mina
Fala q a firma patrocina
Se tira o sua banca do nome não sobra uma xana
Não sobra uma blunt não sobra farinha