Bface e a variação sonora gradativa de Gradientes

Trago boas notícias! Saiu o novo disco de Bruno Cee aka Bface. O produtor, designer, MC, DJ e CEO do selo independente Suite Music, liberou seu novo álbum na semana passada, dia 5 de setembro, dia em que fez aniversário.

No auge dos seus 30 aninhos, este morador da capital mais fria do país (que é Curitiba, eu tenho certeza, coisa horrível morar aqui – e não to falando só do clima), é um apaixonado por boombap, underground, jazz. Nosso velho conhecido aqui no RND, com muita honra, tendo participado do Freeverse, lá no finalzinho de 2016.

Como vocês podem ver, sou fã e esse é meu agradecimento pelo dia em que ele encheu o coração de amor desta incorrigível romântica que sou, com a guia de Gato Preto (um feat lindo com Rodrigo Zin). Então vou contar pra vocês um pouco mais do disco.

Gradientes foi lançado pela Suite Music e produzido pelo próprio Bruno, que também é produtor de diversos outros artistas ótimos como a Castaña, em “Tiro de Paz”, de 2017 e a Jaya, que lançara seu novo disco em breve.

São 10 faixas , algumas já nossas conhecidas, Rec On, Práxis e O infame e outras completamente novas. Várias participações lindas: DJ Baqueta, Rodrigo Zin, o grupo GPK (do qual Bface também faz parte), Mano Will, Chábazz e Fantoxi, além de Café aka DM, Dario Beats e o músico Lucas Ramos no Trompete.

https://www.youtube.com/playlist?list=PLXsG8cUGCt6J6e3bR_tD_mxBw9z15VqIF

Nele, você pode vai passar por uma experiência sonora baseada em todas as nuances do artista. Um trabalho autoral bastante pessoal sobre suas batalhas internas, suas dúvidas, sua carreira e o amor com envolvimento de seus amigos e pessoas que o apoiaram nessa caminhada.

Pra quem ficou curioso, o nome Gradientes surgiu pois é a marca do toca discos que o artista possui. E EBI (a sigla que aparece na capa) representa exatamente esta atmosfera “Eterna Batalha Interna” que ele canta na primeira música. Este será o selo pelo qual Bface lançará conteúdos que se relacionem com temas mais pessoais e conflitos.

Pra contar minha visão do álbum, abri umas conversas que tenho com o Bruno e fui ler as minhas primeiras impressões a cada faixa que ele foi enviando ao longo das 2 semanas intensas de produção. Foi engraçado, e esqueci de elogiar as referências que ele faz nas letras. Fica aqui registrado, letras muito inteligentes!

Logo no início temos uma faixa que resume bem o trabalho de Bface até aqui! Beat com jazz, uma ponte no som com instrumentos de corda que é divina, letra bem particular sobre sua própria vida e caminhada no hip hop.  No finalzinho do som o flow me lembrou Quinto Andar e fiquei muito animada!

O álbum é cheio de scratchs e samples bem colocados. Às vezes muito engraçados, como em Provisório e Gato Preto (feat com o Zin). Exatamente da forma de um gradiente, Bruno vai aos poucos escalando em suas experiências com os vocais e os beats, culminando em Divã RMX (feat GPK). 

GPK (GARBAGE PAIL KIDS) é o grupo formado por Inaki, Bface, Gustavo Salun & Jxtacincx. Vale a pena dar uma escutada nos sons.

Em Positivo Negativo (feat. DJ Baqueta), Bface aborda a repressão policial e o racismo institucional na polícia pra nos lembrar que infelizmente ainda acontecem muitas injustiças em nossa sociedade. Numa linha próxima, sobre a realidade social, também posso citar a faixa O Infame (Prod. Frates).

Num desses dias Bruno me contou que gosta do mix e master mais sujo, porém sem ser estridente, nem muito pesado. E vemos essa suavidade no disco. Outras sutilezas ficam por conta das faixas que dão umas cobradas épicas nos MC’s vacilões que estão por ai.

Obrigado Hip Hop por me ensinar a me expressar através da arte, isso me mantém vivo. Obrigado todos os amigos nessa caminhada de 10 anos de rap e 30 de vida! Gradientes ta na rua pra marcar essa etapa. Eterna Batalha Interna!!!

Bruno Cee, pelo Facebook, 5 de setembro.

É isso, Bruno tá na cena pra provar que não basta ter talento, tem que ser uma pessoa boa também. Chega a ser revigorante. 

“Recebi o convite pra fazer a capa desse álbum, enquanto enfrentava um momento conturbado de ressignificação do meu trabalho e desvio de rota em relação à trajetória profissional. Fiquei feliz demais com o convite e certamente vai ser um dos trampos mais especiais que fiz no ano.”

Luiz Avanzo, designer e ilustrador da capa do disco, pelo Facebook em 5 de setembro.

Gradientes também está disponível no bandcamp da Suite Music ou para baixar por aqui