Após 7 anos, MOVNI chega ao fim

Segundo AfroRagga, membro fundador do grupo, depois da saída de Nauí, um dos integrantes, o MOVNI foi perdendo a sua essência inicial. “O que era sensacional mesmo era nós três juntos. Por anos ensaiando semanalmente, afiados, entrelaçados, com vários planos. Sem essa formação, fui sentindo um vazio por dentro sobre o MOVNI só comigo e o Dr.Zumba porque a formação que tínhamos funcionado e traçado uma carreira juntos era Naui, Afro e Doctor”, desabafa o rapper.

O grupo nasceu em 2012 com o intuito de fazer música com elementos sonoros diferentes, apesar de ter o rap como base. A sigla MOVNI, quer dizer “Música Orbital Viajante Não Identificada”, como uma bandeira para a liberdade criativa na construção de canções. Artistas como Gog, Rapadura Xique-Chico e Chico César já haviam participado de músicas do grupo.

Seu último lançamento havia sido há cerca de 4 meses, com o single “Minha Tribo é o Mundo”, com o instrumental de Dux Duckey e gravação de voz do Rude Bass Studio.

Apesar da saudade que o MOVNI irá deixar aos admiradores de sua trajetória, AfroRagga destaca, “Tem muita música nossa espalhada pela Internet que vocês poderão matar a saudade sempre que lembrar de nós”.

Fique com o último sucesso de MOVNI.