Zemaru lança ‘Prólogo’, o disco de trap mais original de 2019

A união Zemaru x LR Beats é linda e todo mundo sabe disso há mais de 5 meses. Com “Hiei” mostraram a bênção que é o trabalho do Zica futurista em sinergia com um produtor experiente e experimentador. Desde então, trabalharam na maciota no “Prólogo”, álbum que foi lançado na sexta preta dia (29).

Em nove músicas, o trabalho é esticado ao longo de 31 minutos. Das quatro primeiras, três são as love songs mais diferentes do universo. Completamente fofas e identificáveis, ainda assim, “Baby”, “Tipo Gang”, “Bunda Ignorante” são as músicas amorosas mais excêntricas que a humanidade já produziu, e obvio, veio do homem que rima direto de 3000.

Com feat direto de Atlanta em “Mo Money Mo Problems“, temos a participação de Billionaire. Se você não entende inglês, tudo bem, não tem nenhum problema, só preste atenção na parte do Zé; ele manda versos e flows que arrastam o ouvinte pra dentro da track.

Zemaru é um sopro de originalidade dentro de um subgênero que transborda mesmice. Trap é algo tão bom, que até as mesmices agradam os nossos ouvidos. Dar play em uma música do Zemaru é você sair da sua zona de conforto, é como se você entrasse em um universo paralelo, onde o auto-tune é o nosso pastor e nada nos faltará.

O disco mais icônico do trap nacional em 2019 ainda é “Músicas Pra Drift Vol. 2”; porém o disco de estreia de Zemaru já chegou no pódio e vocês (trappers) que lutem pra tirar o zica do topo.

Essa é a primeira parte das três matérias que iremos fazer sobre esse que é um dos maiores drops do ano.

Texto escrito por Andre Dourado e Daniel Morais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.