VERSA chega inesperada em novo EP

Após o bem sucedido Versos Expostos (2018), primeiro lançamento solo da MC VERSA, a rapper nos mostra em A Confusão das Transformações Inesperadas um lado mais íntimo com foco nela mesma.

Muitas rimas são sobre o eu da MC. Ao longo da obra percebe-se uma espécie de monólogo, o nome da segunda faixa (nada menos que “Eu”) reforça a teoria.

Nessas linhas me enxergo
Às vezes cega pelo ego
Esqueço o peso do lugar onde eu tô
Não me apego nem nego
Corro pelo certo
Sem esquecer porque que
Tudo isso começou

As linhas acima precedem um refrão que diz “E eu vou me cuidar/ E eu vou me amar (…)“. Essa mensagem de autopreservação reverbera ao longo do EP, desde a música de abertura.

O EP conta com a produção de GGOSS, West Naza, UmDoisBeats, Delis, SLF Records e Leo Braga.

Apesar de continuar na mesma pegada, VERSA conseguiu mostrar-se fluída em diferentes produções, ao contrário do primeiro trabalho que contava apenas com os instrumentais de Rasec Tkz.

A Confusão das Transformações Inesperadas é, por fim, uma exposição de versos detalhadamente introspectivos.