Ta na rua a estilosa mixtape da Fraternidade, ouça ‘Guns’n’Roses Volume 2’

Na quarta feira de manhã (18), a Fraternidade liberou a mixtape “Guns’n’Roses Vol. 2“, agregando ainda mais para a coleção de músicas do coletivo. O segundo volume conta com 12 faixas, que aparentam competir entre si, visando o destaque. Mais uma vez, a coletânea é uma vitrine para toda a capacidade e qualidade dos MC’s e produtores fraternos.

A edição em questão conta com mais participações, de rappers que vem crescendo na cena como Jimy, rappers estabelecidos na cena há milianos como Nobre San e o rapper/produtor que é um elo entre as gerações de Goiânia, M2K.

Mais que um recado e um cartão de visita, essa mix veio dialogar com o público. A primeira faixa em diversas frases e aspectos remete à grandes momentos passados da Fraternidade, desde as fraterças até a primeira edição da Guns n Roses, passando pelo EP ‘Pra Eternidade’. Todos os traps e o boombap fino, classudo e criminoso – a faixa 6, chamada Silvyê – são uma consagração do trabalho duro e bem feito ao longo dos últimos meses.

Em mais uma ocasião, todos os envolvidos abusaram das produções de Yanz e DZ, do coletivo, assim como as de MorTão e M2K, ao cuspir linhas geniais, técnicas e na maior parte do tempo melódicas. O já estabelecido estilo fraterno, de mesclar sonoridades consideradas distintas, soando vanguardistas ao mesmo tempo que saudosos, regou o trabalho como um todo, sendo destaque, assim como a união dos rappers do grupo Faroeste que ocorreu na décima faixa, entitulada Guerra Santa.

Um braggadocio para a união com a exibição do talento mencionado, tal como um cartão de convite para a cena goiana e todas suas vertentes é a melhor forma de definir o trabalho. Assim como seguem trabalhando e construindo seu devido lugar ao céu, o coletivo foca em trabalhar com diversos MC’s locais, alavancando todos juntos, em um grito que atrai o reconhecimento da qualidade que aqui existe e é prontamente apresentada para os que ouvem.

Ouça o trabalho completo: