Selo Ibori chega pesado na cena com a microtape ‘Versos Apócrifos #1’

A gravadora Ibori Studio surge a partir da articulação entre um grupo de rappers (Us Pior Da Turma), DJ’s, produtores autônomos, estudantes de audiovisual, cine clubistas e militantes comunitários de Cachoeira – BA e região do Recôncavo Baiano.

Em atividade desde o início de 2017, o Selo Ibori realizou em novembro o Ensaio Underground Indoor, com participação de vários grupos da cena do rap 075 e lançamento do clipe As Piveta das Area – Parte 1 de Aganju, MC Jayne e MC Tainá.

O Selo Ibori agora apresenta a microtape Versos Apócrifos #1, gravada entre os dias 7 e 11 de dezembro. O som traz a lírica agressiva de Aganju e A Lendasz – denunciando a realidade do genocídio do povo negro no estado da Bahia – e os beats certeiros de DJ F33L!P.

De acordo com post de lançamento da microtape na página do Ibori Studio no Facebook, “ a proposta do projeto é criar um espaço de exercício criativo permanente, onde beatmakers e Mc’s do selo possam se encontrar para construir produções undergrounds experimentais, que serão disponibilizadas exclusivamente na plataforma digital SoundCloud”.

O instrumental, mixagem e masterização é assinada pelo DJ F33L!P, no Ibori Studio. A direção de arte também é de F33L!P ao lado de Fred Aganju, com a capa sendo uma obra de Luiz Gabriel Lacerda – Gato Preto Comunicação.

Confira: