Prazer, Cristal!

Se você está sempre atento aos novos lançamentos do rap nacional, com certeza já deve ter ouvido o verso “Montada em dinheiro igual Ashley Banks”. Conversamos com a rapper sobre vivências e lançamentos, quem ainda não conhece ou se já conhece, iremos te apresentar melhor uma das grandes artistas que tem todas as ferramentas para “quebrar tudo” este ano; Prazer, Cristal!

(Foto: Reprodução)

Dos Slams de poesia falada ao Rap

Nascida em Porto Alegre no Rio Grande do Sul, a rapper gaúcha sempre esteve envolvida com a arte e cultura de rua. Aos 15 anos, começou a participar de Slams, campeonato de poesia falada, em sua cidade. Em 2017, Cristal foi destaque e ganhou o campeonato regional de poesia falada, sendo classificada para a disputa nacional no SLAM BR, que acontece em São Paulo. Apesar da pouca idade, através de sua arte conseguiu abrir portas. Em 2018, começou a participar de eventos em escolas, atividades e oficinas com jovens e palestras em universidades.

Ainda em 2018, lançou seu primeiro livro de poesias autorais intitulado “Quando O Caso Escurece”, além de participar de diversos projetos literários, como “Poetas Vivos – Vida Longa à Resistência Vol. 1” e “Querem Nos Calar: Poemas para serem lidos em voz alta”.

Em março de 2019 foi convidada a palestrar no TEDX Laçador 2019, sendo a palestrante mais nova da edição, apresentando seu projeto ‘’EterniZarte’’ que visa eternizar sua arte de diversas formas, inclusive na música. Em Julho do mesmo ano, Cristal teve sua introdução ao Rap, lançando seu primeiro som “Rude Girl”, produzido por MDN Beatz, falando sobre autoestima preta, o recorte racial do estado e a relação que isso tem com a cena atual do rap.

Rude Girl fala sobre autoestima preta, sobre como isso é colocado e discutido, quando estamos numa das regiões mais racistas do país, como a cultura negra se desenvolve nessa invisibilidade e como é vista (ou não) essa comunidade pelo resto do Brasil. 
Artistas negros gaúchos não possuem espaço porque simplesmente acreditam que “não existem pretos no sul”, nossa narrativa então é ressignificar o nosso próprio espaço e fazermos nos sentir parte de uma terra que não quer nem que façamos parte de sua história. 
O nome “Rude Girl” faz referência ao som do  Amiri “Rude Bwoy”, que é uma música muito importante pra mim, e me identifico muito com o artista. 

Cristal
(Foto: Afrovulto)

Visibilidade na cena do rap nacional

Em dezembro de 2019, Cristal lançou um trap intitulado de “Ashley Banks”, produzido por MDN Beatz. Com mais de 130 mil acessos no clipe produzido pela Agência Denegrir, a rapper alcançou notoriedade e visibilidade na cena nacional. Confira o clipe.

“Ashley Banks” de Cristal, com produção musical por MDN Beatz e visual pela Agência Denegrir.

Ashley Banks traz diversão e outra visão de familia inspirada pela série ‘Um Maluco No Pedaço’ que acompanhou muitos jovens negros, e que inspirou toda essa galera. Pra mim, como trabalho, me abriu portas pra descobrir outros caminhos de usar minha voz e de comunicar algumas mensagens. ‘Ashley Banks’ é sobre tudo isso e muito mais. 

Cristal

Com indicações de “Melhor Clipe do Ano” e “Artista Revelação” de 2019 por diversas mídias de rap, Cristal deu um passo importante na sua carreira. Neste ano, a rapper participou do festival Planeta Atlântida no palco Planeta Beat, dedicado ao Rap e ao Funk nacional.

Cristal em sua apresentação no Planeta Atlântida. (Foto: Gustavo Granata/ Agência Preview)

Foi uma experiência única, nossa primeira vez em um palco grande e sempre foi um festival muito falado entre as pessoas, estar num palco de rap pelo Rap In Cena com outros artistas negros e jovens foi histórico. 

Cristal

Com todo seu sucesso e lírica, alcançou rappers importantes do rap nacional, como Djonga, participando do seu recente e já aclamado álbum “Histórias da Minha Área”, lançado no início do mês de março, fazendo feat. com o rapper na faixa “Deus Dará”, recebendo bastante elogios pela crítica. Confira.

“Deus Dará” de Djonga com participação de Cristal e produção de Coyote Beatz.

Único e muito importante, conhecer o Djonga e poder ter uma vivência de estúdio com ele foi incrível, amo essa música e como nos conectamos com as nossas letras cada um com a sua visão, ela é muito verdadeira, e já é como uma oração pra mim. 

Cristal

Novos trabalhos

Após sua recente participação no novo álbum do Djonga, a rapper lançou seu novo trabalho com clipe independente intitulado “$incera” com produção de MDN Beatz e clipe dirigido, roteirizado e editado pela própria artista ao lado de MDN Beatz e Joana Souza.

“$incera” de Cristal, com produção de MDN Beatz.

A rapper ao lado de seu primo e produtor MDN Beatz, pretende mostrar mais de sua identidade em outros projetos, produzindo seu primeiro EP, que em breve a artista irá divulgar o nome e o conceito em que está preparando. Cristal conta que sua meta maior após o EP será seu álbum.

Ainda terão alguns lançamentos antes e colaborações com outros artistas, mas já estamos no processo do nosso primeiro ep, e a nossa meta maior é o álbum. O EP vem logo, com muita estética e significados em cada faixa, logo vamos divulgar um pouco sobre o nome e os conceitos que preparamos.

Cristal

Pronto, agora você já está atualizado. Como falamos no início da matéria, Cristal tem todas as ferramentas para quebrar tudo este ano, a artista trás muita lírica, flow e tem muita coisa pra te falar. Fica atentx!