Potencial 3 – Estado de Alerta (Part. Z'Africa Brasil & Emicida) (Single)

Potencial 3 - Estado de Alerta emicida aligncenter

Artista: Potencial 3
Álbum do single: Estado de Alerta (a lançar)
Faixas: 01
Tamanho: 11,0Mb
Formato: Mp3
Qualidade: 320 Kbps

Musicas:
01 – Estado de Alerta (Part. Z’Africa Brasil & Emicida) (Prod. DJ Roger)

[su_button url=”small” link=”http://104.248.15.2.br/baixar/potencial-3-estado-de-alerta-part-zafrica-brasil-emicida/” target=”blank” style=”3d” background=”#cf4141″ color=”#ffffff” size=”7″ wide=”yes” center=”yes” icon=”icon: cloud-download”]Download[/su_button]

[su_spoiler title=”Letra” state=”close”]NÚBIO
Um dois três
Alerta geral em SP capital
Perigo tem misseis
Na mira a população pobre é fatal
Tem o extermínio em massa
Do preto do gueto de forma covarde (tem)
Atentado na rua tem
Vem bala perdida pra cima vem
Incêndio premeditado para derrubar a favela 
Funciona bem
Ou força bruta com arma vem
Sabemos a mando de quem vem
Alckmin
Estado de Alerta
Alerta vermelho pra você e pra mim
Tudo bem 2x não está
P3, Z’Africa
Em Estado de Alerta
Manifeste-se
FUNK BUIA
Concentre, Estado de Alerta São Paulo é pânico
Toque na mente recolhe socorre os loco morô
Direção única é seta, progresso minimizô
Puro pecado, regride, não evolui, não lançou?
Altos valores cultura, se liga, vive de toque
É Hip Hop sacode mente em beira de choque
E vem que vem na maldade, conversa fraco, consome
Não adianta ter pressa, conversa não mata a fome
Sei que derrotas, vitórias, reforçam o conhecimento
É oração, uma prece faz do meu canto um lamento
Me admira vocês, responsa é o fundamento!
Povo em Estado de Alerta já ta há muito tempo PEI
JAMES LINO
Nesse estado que sigo penso 
My niggaz clima tenso/
Perifa sofrimento jogada no esquecimento
Planeta aquecimento, seu bolso no vermelho
A bolsa ta no veneno, escassez na África vejo
Europa mó rebuliço, Obama não reconheço
Talvez seja minha mente, talvez ta pior que leio
Brasil num barril lotado de gente de saco cheio
Peço as favelas fiquem no Estado de Alerta!
REFRÃO
Noiz tem muito pra falar, pra mostrar
A verdade liberta!
Estado de alerta (2x)
2º VERSO
GASPAR
O genocídio econômico corrompe a política e monopoliza a riqueza
Se apropriam dos recursos naturais sem destreza, tristeza
É uma nação programada e o planeta sendo espionado
Nem inferno nem céu o paraíso é vigiado
Contra o extermínio da juventude a voz do povo não se cala
Diga não a violência abaixo o Plano Senzala
Obama serve e o que rege é o poder do capital
Os Bildenbergs querem a 3ª guerra mundial
EMICIDA
Palestina Sangra, pobres como Bangladesh
Medo Angra, Xingu morre sem flashes
Terror lesa, casa reza e cash trú
SP uma tour, de Paris a Cabul
De norte a sul, rota anti-ubuntu
Mata, Tá! letal
Cep de preto? Disparo acidental
E o aplauso contente, dos racista de sempre tio
É quente viu, óbito pra minha gente
De novo o povo nos currais
Aguardando um novo Hitler o quarto, quinto e sexto Heish
Entre a fome da Somália e as paty que só malha
Meu canto banto não mina, é a granada que estraçalha e Bum!
Pra pensar tipo pontes de Madison, fontes de Redison
Num tempo obscuro, de matar Tomaz Edison
Enquanto só houver direita vou ver
Como normal nossos dias ser de toque de recolher
HÉBANO
Vão pressionar o botão do F, só pra ver se tudo explode
Num mundo que é sem fronteiras parece que tudo pode
Humanos até se mordem, se cospem, se barbarizam
Degolam, aterrorizam, decolam, porque precisam
De mais sempre mais do mesmo, do pó que é vendido a esmo
Da pedra, goró e erva a qual ninguém ta ileso
Nos campos, nas construções, favelas e até Mansões
A droga destrói a paz, e por aqui jaz milhões
LEWS BARBOSA
Snowden denuncia o zóio grande do Tio Sam,
Que no Brasil se manifesta como o Gigante Piaimã,
Muringa sã…(trás)… remédio cognitivo
Pra quem inala o gás do riso do Coringa televisivo,
Eu aviso para aquele que insiste no mugido,
Que agora a mente humana é o novo Campo de Megido,
Onde o Escravo Monarca, pacato por instinto,
Sobrevoa uma lagoa que transborda absinto
E sente amores por aquele que causou sua soneca,
Na famosa síndrome daquela capital sueca,
Se liberte desse implante! Plante ideias! Todo dia!
Fique alerta! Não se curve ao genérico Messias.
REFRÃO
Noiz tem muito pra falar, pra mostrar
A verdade liberta!
Estado de alerta (2x)
Z’AfricanoZ por ruas deserta
se o mundo aprisiona Emicida, P3, liberta
enquanto sua mente desperta e o alvo não acerta
punho cerrado com as veias aberta
em estado de alerta
JOTACÊ
O Amanhã se anuncia na mensagem
Dos Quilombolas poetas da mudança
Retirando a máscara do falso Rei
Libertando as mentes, do sorridente sono
Abrindo as portas do Mundo Novo
[/su_spoiler]