Planet Hemp lançou mini documentário que aborda desde a época da prisão até os dias atuais

Na sexta-feira (22), foi disponibilizado para o público um vídeo em formato de um mini documentário chamado de “A Vitória Não Virá Por Acidente“, que conta em detalhes o momento da prisão no ano de 1997 e como aquilo afetou e agilizou o processo de debate sobre a legalização da maconha no Brasil.

O documentário foi dirigido por Mathias Maxx. O DOC resgata imagens da época do lançamento do álbum “Os Cães Ladram Mas a Caravana Não Para“. O documentário tem apenas cinco minutos, mas o suficiente para mostrar casos de repressão contra a banda, assim dando contextualidade para a prisão. Como também a abordagem sobre a discussão sobre a legalização da maconha, até a autorização do plantio da erva para uso medicinal.

Assista ao documentário “A Vitória Não Virá Por Acidente, com narração de Raoni Mouchoque.

Planet Hemp foi preso em Brasília no dia 10 de novembro de 1997, logo após um show para sete mil pessoas. Na época, por conta de suas letras críticas e diretas, o grupo virou o principal alvo de diversos juízes por onde passavam em turnê. Chegando até terem apresentações canceladas e CDs recolhidos. Depois do ocorrido, o Planet Hemp ganhou ainda mais fãs, as vendas de seus discos aumentaram consideravelmente e se tornou uma das bandas mais icônicas de todos os tempos.

Junto com o lançamento do documentário, a banda disponibilizou no Spotify e em todos os streamings, o EP “Hemp New Year“, que foi lançado no ano de 1996. O EP contém oito faixas e sempre foi considerado uma obra rara, pois foram prensadas poucas cópias na época e em mercados especializados esse disco tem um alto valor mercantil.