Periferia Preta: Conheça o projeto que está dando o que falar na Zona Leste de SP

Com o objetivo de possibilitar novas vivências à população da Zona Leste, estreitando a relação entre os moradores e o acesso à cultura, caminho este que sempre esteve na região central de São Paulo, o Periferia Preta é um projeto encabeçado por cinco mulheres. Nos próximos meses, o coletivo vai promover cinco ações culturais voltadas a valorização da cultura negra e periférica, entre elas: roda de conversa, oficina de poesia marginal, sarau, roda de samba, cine debate e um festival de encerramento já programado para o mês de abril do ano que vem. De acordo com o levantamento feito pelo IBGE, a população da região Leste e Sul de São Paulo são líderes no ranking com maior número de negros e pardos. Com base nesta informação, podemos identificar a importância de fomentar ações como esta e o quanto o nome do projeto faz jus a realidade. Periferia Preta é o impulso interno de mulheres faveladas em criar um espaço de encontro para fecundar juntas uma quebrada consciente de seus direitos. Para que quem aqui habita seja protagonista de sua história e valorize os artistas que aqui nasce e daqui se multiplica. A favela tem raça e gênero e daí que desabrocha as nossas narrativas de ser e existir, e nosso desejo é criar pontes para outras quebradas, e promover encontros para contemplar a arte da favela para a favela”, explica a produtora cultural Thaís Oliversi. O projeto será realizado através do fomento de cultura – Programa VAI II. Confira a programação: 17.11 | Roda de Conversa 15.12 | Ação: Oficina Poesia Marginal 19.01 | Sarau: 465 anos : Onde estão os negros na cidade? 16.02 | Cine Juta 16.03 | Samba na Rua 13.04 | Festival Periferia Preta Mais informações: https://www.facebook.com/periferiapreta.