"Os Gêmeos" conquistam Vancouver com grafite gigantesco

[su_slider source=”media: 17128,17129,17130,17131,17132,17133,17134,17135,17127,17126″ limit=”40″ link=”lightbox” height=”360″ title=”no” pages=”no” mousewheel=”no”]

Convidados para a Bienal da cidade de Vancouver, Canadá, os grafiteiros “Os Gêmeos” resolveram inovar e mandaram seus trampos em enormes silos (tonéis) de uma zona industrial da cidade canadense.

Tudo começou em agosto deste ano, o projeto se estendeu por 3 semanas, afinal os silos tem cerca de 21 metros de altura e ao total mais de dois mil metros quadrados.

[su_spoiler title=”Fotos do processo de criação” icon=”folder-1″]

[su_slider source=”media: 17140,17141,17142″ limit=”40″ link=”lightbox” height=”360″ title=”no” pages=”no” mousewheel=”no”] [/su_spoiler]

O primeiro desafio dos artistas foi encontrar um suporte que fosse além do convencional. “A proposta da Bienal tem uma forte conexão com esculturas, então optamos por um espaço no qual a pintura pudesse se transformar, criando um diálogo entre os mundos bidimensional e tridimensional”, explicam Os Gêmeos. De acordo com eles, outro objetivo do projeto é levar os personagens a Vancouver (a marca registrada da dupla), a fim de dividir perspectivas e culturas e estabelecer uma conexão com as pessoas que frequentam a região, integrando a obra ao cenário.

O False Creek (pedaço do rio que corta a cidade de Vancouver) influenciou na escolha da localização. “Para nós, a água age como uma veia, porque simboliza vida e está muito presente em nosso trabalho”, afirma a dupla. Além disso, a região é muito procurada em Vancouver pelos praticantes de esportes náuticos, como canoagem, e pelos próprios moradores, para lazer e passeios de barco.

Foi a primeira vez que os grafiteiros pintaram o Canadá, e certamente será inesquecível.

[youtuber vimeo=’http://vimeo.com/102697981′]
[su_spoiler title=”Sobre a bienal de Vancouver (Vancouver Biennale)” state=”copen” ]

A Vancouver Biennale é uma organização sem fins lucrativos, que incentiva a arte em espaços públicos. Cada exposição transforma a paisagem urbana em um museu a céu aberto, facilitando e inspirando experiências culturais onde as pessoas vivem, trabalham, transitam e se divertem. A Bienal apresenta artistas contemporâneos que representam diferentes perspectivas culturais e disciplinas artísticas, incluindo esculturas, novas mídias, performances e filmes. O objetivo é usar a arte para criar um catalisador de aprendizagem, envolvimento com a comunidade e ações sociais.

[/su_spoiler]