Imagem: União Antifascista Portuguesa

O RAP É DEDO NA FERIDA: Solidariedade internacional do Hip-Hop contra a prisão de Pablo Hasél

DENÚNCIA!

Na última semana, explodiram, na Espanha, diversos protestos contra a prisão do rapper Pablo Hasél, condenado sob acusação de “enaltecer o terrorismo e insultar a monarquia”, mais de 40 manifestantes foram detidos nas manifestações.

Além das mobilizações de rua, diversos artistas assinaram uma petição contra a prisão do rapper e a Anistia Internacional também se pronunciou. “O músico, que se declara comunista, foi condenado em 2018 a nove meses de prisão pelo conteúdo de suas postagens no Twitter e canções em que critica a Coroa espanhola, o regime monárquico e o Estado espanhol […]”. Pablo foi detido quando se concentrava na Universidade de Lérida com dezenas de manifestantes para evitar cumprir a sentença injusta.

Nada disso é diferente do que vimos acontecer ao longo dos anos, e ainda vemos ocorrer no Brasil com tantos MC’s e organizadores culturais que já foram presos e/ou tiveram shows invadidos por criticar a instituição da Polícia Militar sob a justificativa de “incitação ao ódio” ou “desacato à autoridade”. 

Embora o Estado liberal submetido ao sistema capitalista mundial ice a bandeira da liberdade de expressão, sabemos muito bem que isso é mera aparência, pois em sua essência os artistas que não se aliem à indústria hegemônica além de enfrentarem barreiras muito maiores para alcançar visibilidade e viver de sua música, sofrem com esse tipo de injustiça.

Aliado a tudo isso, a mídia burguesa segue noticiando casos como esse chamando a atuação dos manifestantes, de fato, de vandalismo ou terrorismo manipulando a opinião pública.

Mas, resistindo a tudo isso, o Hip-Hop continua a ser uma cultura internacionalista de união popular, principalmente contra a violência estatal promovida pela polícia seguindo os princípios ensinados pelo grande DJ Afrika Bambaataa.

Como bem lembra Emicida… “Foda-se vocês, foda-se suas leis! […] O RAP ainda é dedo na ferida!”

LIBERDADE PARA PABLO HASÉL!