Mano Brown é preso por irregularidades e ‘desacato’ em blitz policial em São Paulo

Nesta tarde de segunda (6), Mano Brown, líder do Racionais MC’s, foi detido em São Paulo após ser parado em uma blitz da polícia militar, no bairro do Campo Limpo, Zona Sul da cidade, informou o canal de comunicação TV Bandeirantes.

Segundo a polícia, o veiculo que Brown dirigia estaria com irregularidades, e o rapper ainda não estaria portando carteira de motorista. O compositor está neste momento (17h) no 37° distrito policial de São Paulo, no Campo Limpo.

“Ele furou o bloqueio e tentou fugir. Já tivemos problemas anteriores, ele chegou a reclamar de abordagens policiais dizendo que isso é racismo. Nesse caso, acabou levando ao extremo. Os policias estavam fazendo o trabalho deles. Não houve agressão física [por parte de Mano Brown], somente verbal. A tendência é que seja indiciado por esses crimes, que o veículo seja apreendido e que ele seja colocado em liberdade”, disse o coronel da PM Pedro Cesar Macera.

A assessoria de imprensa de Mano Brown confirmou a detenção, mas ainda não deu mais detalhes do ocorrido.

Um comunicado oficial deve ser emitido em breve e você poderá conferir no RND.

[ATUALIZADO 19h]

Confira o primeiro comunicado dado pela Boogie Naipe, produtora do rapper:

Nota Informamos que o rapper Mano Brown foi detido sob suspeita de desacato e se encontra no 37º DP Campo Limpo à espera do posicionamento da autoridade policial competente. Obrigada.

Posted by Boogie Naipe on Segunda, 6 de abril de 2015

 

[ATUALIZADO 19H30]

A companheira e produtora de Mano Brown, Eliane Dias, afirmou em entrevista ao jornal O Globo que o rapper foi agredido por cerca de dez policiais militares antes de ser detido e encaminhado ao 37º  DP na tarde desta segunda-feira (6).

Segundo Eliane, ele foi parado, começou uma discussão e, primeiramente, dois policiais o agrediram. Como o rapper resistiu, mais PMs chegaram para a agressão. “O Mano é perseguido pela polícia”, afirmou, segundo a revista Forum.

[ATUALIZADO 20H20]

Após assinar um termo circunstanciado, Brown acaba de ser liberado do 37º DP. Segundo Rafael Ornaghe, advogado do rapper, Mano Brown foi “levemente agredido” durante a abordagem e discutiu com os policiais, por isso acabou conduzido para a delegacia.

Ornaghe relatou que o cantor foi parado em uma blitz, saiu do carro e os PMs o pediram para colocar as mãos sobre o veículo. Quando Brown fazia o movimento para erguer os braços, um policial encostou nele e o cantor “pediu calma”, ainda segundo o advogado. Em seguida, o PM teria puxado os braços do rapper, o algemado e jogado no chão.