Lay incorpora sua versão suja em homenagem ao Prodigy (Mobb Depp)

Lay acabou de lançar um trabalho que é divisor de águas. Seu novo som se chama “R.I.PRODIGY“, uma faixa lançada há seis dias, quando Prodigy, metade de Mobb Depp, partiu.

O trabalho tem uma mensagem certeira, que combina perfeitamente com o visual da Lay, que usou vermelho. É como se a artista tivesse se encontrado em si mesma, sabendo jogar as palavras na hora certa sobre uma instrumental que Prodigy já usou.

Entenda o que Lay procurou transmitir no som, “Sempre priorizei buscar e conhecer por mulheres da música. Lil Kim, Foxy Brown, Remy Ma, Bahamadia, Mary J. Blidge: assim conheci o rap. Por outro lado, uma pessoa importante na minha vida me apresentou um homem quando eu ainda estava engatinhando nesse universo: Prodigy na fase solo e sua ‘Young Veterans’. Mesmo na época sem falar inglês e sem meios pra acompanhar a letra da música, entendi através do estilo, do vídeo, da postura de Prodigy essência do ‘ser’ gangsta, viver a sua realidade com as ferramentas que tem. Guardei esse aprendizado e referência visual na caminhada. Hoje rimar nesse instrumental, ter vivência pra contar nele… E esse mano teve história pra contar!  Melhor que nós, está! Assim seja. Criar em sua homenagem é o meu mais sincero Jah bless! Que a sua obra seja eternizada e viva eternamente“.

O clipe foi filmado de frente pra água, soa como uma limpeza de tudo que a atrasava até hoje. Os efeitos de câmera batem bem com o horizonte azul. Lay utiliza roupas sensuais, que vão de vestimentas largas até um lindo biquíni.

O som, com direção musical de Léo Grijo teve direção de integra o novo EP da Lay, chamado “Gatilho“, que chegará em breve nas ruas.

Trecho da música
Trabalho pra caralho pra ter isso aqui!
Trabalhei pra caralho pra chegar aqui!
Tu acha que consegue me tirar daqui?
Sempre dou o meu melhor,
Ri por último e ri melhor,
Lutadora, estilo. POPÓ,
só o Senhor que sabe, óh!
não queira testar o meu lado pior,
porque não tenho a paciência de JÓ, óh!