LaCuca 288 fala sobre sua história, planos, metas e sobre a cena do Rap Capixaba

Hoje trocaremos uma ideia com o grupo de Rap Capixaba conhecido como LaCuca 288. Composto por Cross, Mentor, Leacim e Chock, LaCuca 288 transmite em suas músicas de forma bem sutil o cotidiano vivido pelo grupo e também situações que afeta os brasileiros de forma geral. LaCuca 288 é fruto da iniciativa de MC’s que batalham forças e contribuem para a cena do Rap do Espírito Santo com músicas de muita qualidade.

[youtuber youtube=’http://www.youtube.com/watch?v=1acx7ciqLyE’]

RND: Com muito prazer recebemos vocês aqui LaCuca 288 para uma entrevista e a primeira pergunta pode ser dividida em dois momentos: Como surgiu o grupo e o porquê do nome LaCuca 288?

Resposta: Opa, tudo bom? O prazer é todo nosso! O grupo surgiu com o Leacim e o Matheus, ex integrante do grupo agora com seu projeto solo chamado Faith Rap, saindo para a rua dar um rolê e fazer freestyle, até que um dia, a gente começou a colar no Projeto Boca a Boca que é uma manifestação cultural realizado toda sexta-feira em uma comunidade diferente, utilizando pontos estratégicos como praças, parques municipais e outros locais públicos, trazendo grande oportunidade para que MC’s, poetas, escritores, grafiteiros, DJ’s, B-Boys, consigam mostrar suas ideias e habilidades, e a gente só tem a agradecer ao projeto. Através desse projeto que conhecemos o Chock, o Cross e o Mentor.  O porquê do nome? Lacuca = A mente,  288= Quadrilha ou seja, a mente da quadrilha, para entender  isso, só ouvindo os  nossos sons mesmo (risos).

RND: Quais as inspirações e influências do grupo e como vocês se organizam para criar as músicas?

Resposta: As inspirações do grupo normalmente são todas baseadas naquilo que vivemos e presenciamos no dia a dia, na rua, nos eventos cotidianos. Quanto a organização para criar as músicas, muitas vezes alguém de nós sempre inicia alguma coisa e mostra para os demais, já outras músicas, nós nos reunimos e desenvolvemos alguma coisa. É um bang muito pessoal, que acaba sendo realizado em grupo.

RND: Qual a opinião do grupo sobre a cena do Rap Capixaba?

Resposta: Renovada! Essa é palavra que melhor define o cenário atual. Tá bonito de se ver, vários grupos surgindo. Fora os beatmakers,que estão escaldando, hoje nós temos junto com a gente na caminhada beatmakers como o monstro WC Beats! Menino prodígio. Agora quem tá mandando também é o Michel Nox, mlk chapa quente. Graças a Deus, há muita coletividade entre os MC’s. Sobre os eventos?!  Nem tem o que reclamar! Os eventos mais gangueiros da grande Vitória tem sido os do Rap!

RND: Quais os principais desafios que o grupo encontra para colocar o trabalho de vocês na rua?

Resposta: Em colocar na rua não há dificuldade alguma. Agora o principal fator que trava muitas vezes das outras pessoas terem acesso a nossa musica, podemos dizer aqui entre aspas, que é o nosso próprio estado. Pensamos que para um artista se dar bem por aqui no ES, ele tem que ser  1.000 vezes melhor. Porque nada por aqui costuma vingar como vingam outros grupos lá fora, nem futebol, bandas de qualquer segmento musical, por falta de incentivos e coisas do tipo… Mas isso é só um paradigma, e nós estamos aqui é pra quebrar todos que nos atrasam.

LaCuca  288
Da esquerda para direita: Cross, Mentor, Leacim, Chock

RND: Como o grupo vê o espaço que o Rap tem recebido na mídia?

Resposta: Bom, mas ao mesmo tempo perigoso. Bom, porque a mídia é um meio de divulgação em massa. Perigoso justamente pelo fato de ser em massa, às vezes, a massa pode acabar recebendo e a mídia expondo aquilo que nunca representou o verdadeiro RAP. Mas isso é detalhe, para gente, o que realmente importa é correr atrás do nosso trampo.

RND: O grupo tem algum projeto previsto para lançamento em 2014? Se tiver, nos conte um pouco desse projeto.

Resposta: Temos sim, temos um EP, previsto aí, para mais ou menos abril. Esse EP virá com os sons que já cantamos nos eventos, e duas ou três faixas novas. Um EP com cerca de 9 faixas, depois virá a mixtape, sem números de faixas previstas, e videoclipes que também iremos gravar mais pra frente.

RND: LaCuca 288, foi um prazer ter vocês para uma conversa, e essa última é pra vocês deixar contatos como e-mails, redes sociais, e qualquer coisa que acharem necessário, muito obrigado pela entrevista e para finalizar, deixem uma mensagem ou frase para a galera que curte o trabalho de vocês e para os que irão conhecer também.

Resposta: A gente que agradece pela entrevista e aí vai nossa mensagem: “Amplie seus horizontes, vá além do conceito ‘bem e mau’, se desapegue disso, porque às vezes, essa forma de enxergar as pessoas e tudo que existe ao redor, atrapalha o nosso raciocínio. E no tempo presente, quem deseja ter um raciocínio claro, precisa se libertar de todo tipo de tradição, dogma e preconceito. Conheça a fundo a estrutura da sociedade na qual você vive, cada fator e seu desencadeamento até o dia de hoje. PENSE, mas pense sem egocentrismo, sem excesso de vaidade. Pense só por curiosidade, pelo desejo de querer saber. Pense por ambicionar nossa evolução individual e principalmente coletiva.”