“Kalamidade”: a mais nova mídia independente do rap nacional

Neste mês de setembro nasceu a mais nova mídia independente do rap nacional o “Kalamidade“, uma página dedicada à criação de conteúdo Hip-Hop. A princípio, no Instagram e futuramente, como portal.

O Kalamidade nasceu em março de 2020 como uma festa de discotecagem, conduzida pela DJ YUME 夢 e pelo DJ Pepeu, com o objetivo de fomentar o Hip-Hop underground em SP. Por motivos óbvios, suas edições seguintes foram canceladas. Mas seu legado não, por isso a transformação em plataforma de conteúdo.

O Kalamidade nasceu como forma de respiro, uma válvula de resistência por meio do ato político de festejar e celebrar a cultura de rua, pela junção de dois DJs de Hip-Hop. Ainda atuando para propagar a arte, o projeto se expande agora como meio de comunicação. Essa arte é a expressão de afirmar um novo mundo, mas ela não é nada sem o público. Lutamos para garantir que ela chegue a quem deve chegar, seja através da discotecagem ou através do portal. No fundo, é tudo um objetivo só  — Kalamidade

Sua linha editorial foi definida com um objetivo muito parecido com o da festa: fomentar o underground e abordar o mainstream sob olhares para além do MC ou cantor, destacando DJs, produtores musicais, produtores audiovisuais, samples utilizados, artistas visuais e informações “por trás” das obras. Tudo isso será abordado em quadros como o já existente “Barulho pro DJ” (que fala da trajetória e obras de um DJ toda semana), “Pega o Sample“, “Sobre a Capa“, “Vê Aí” (para falar de documentários e séries sobre o assunto), “Dicas dos DJs“, misturados a pautas de novidades e assuntos importantes do momento.

O projeto também vai contar com seleções (playlists) e live sets dos dois DJs e possíveis convidados.

Hoje, a criação da identidade visual, planejamento de conteúdo, redação, comunicação e tudo que envolve o projeto estão sendo feitos somente pelos dois DJs. Por isso, o Kalamidade está com inscrições abertas para colaboradores em todas as funções e de todos os lugares do Brasil. E, como já disse Brisa Flow: o jogo ainda não virou mas vai virar (ou seja, a colaboração é voluntária).

A inscrição pode ser feita através deste formulário (https://forms.gle/tyccvmpYN9kY9NPo7) e ficará aberta até 30/09.