Jovem de 17 anos acusa Diomedes Chinaski de assedio e perseguição

No último dia 15 de agosto, uma jovem de 17 anos acusou o rapper Diomedes Chinaski de assedio e perseguição. A suposta vítima também afirma que a ex namorada do artista sofreu agressões vindas de Diomedes.

Tudo começou após algumas publicações na conta do Twitter da jovem em um perfil intitulado “@demoniaruiva”. Em um tweet, Nanda, como é chamada, afirmou:

Nanda também declarou que o rapper havia perguntado quanto ela gostaria de ganhar para ficar com ele. “Ficava me enchendo o saco no Instagram e me cobrando quando eu iria ver ele. Ele só parou porque eu tive que mentir que tinha viajado pra fora do estado”, desabafou a jovem.

Diomedes nega acusações

Em uma nota enviada ao portal Rap Mais, o artista declarou que se considera de fato machista por conta da criação que teve, assim como tantos outros homens, entretanto, afirma que muitas das acusações são falsas. Diomedes afirmou que muito dos prints divulgados pela jovem eram num contexto de reciprocidade.

O rapper também relatou: “Quero me retratar com todas as mulheres com as quais eu me comportei de forma inadequada na vida real ou virtual e espero, um dia, merecer perdão. Mas também vou acionar a Justiça disposto a pagar por qualquer coisa que eu tiver realmente feito e de ir até o fim juridicamente contra tudo que não procede e que tenho como provar”.