João Gordo: "Quando mataram o cara (Sabotage), chorei igual criança"

Print RND02 Oct. 07 13.51

Na última segunda-feira (06), em clima de nostalgia, João Gordo, vocalista da banda Ratos de Porão, relembrou alguns momentos com Sabotage.

Em seu facebook oficial, o cantor e apresentador contou que já tinha decorado a música “Rap é Compromisso“, antes do disco sair, “Mano Sabotage era o maior sangue bom, eu era fã do cara e ele tinha um baita respeito por minha pessoa … a gente se encontrava direto na naite; antes de sair o disco eu decorei “O Rap é Compromisso “, pois eu tinha uma VHS com um YO RAPS do RZO que eles cantavam o som” contou, “cantei pra ele (a música) inteira lá na U-TURN,  ele abriu esse sorrizão (vide foto acima) que na época era mó vazio porque o cara era banguelo (risos)” relembrou.

Quem conhece um pouco do João Gordo, sabe que o cara é durão, já tretou com meio mundo, sempre com postura intimidadora, mas mesmo assim ele conta, “quando mataram o cara eu chorei igual criança“, e finaliza “salve Sabota, esteja onde estiver”.

Essa postagem não tem uma informação relevante em si, mas mostra que o Maestro do Canão era amado por todos que o conheciam, que mesmo após 11 anos de sua morte, ainda é relembrando com afinco; Sabota é lenda.

[su_spoiler title=”Postagem na íntegra” style=”fancy” icon=”plus-square-1″]

[/su_spoiler]