Isso não é apologia! Coletivo Golfo discute sobre a legalização da maconha em seu primeiro clipe “Quem vai Salvar?”

A muitos anos discutida, a legalização da maconha ainda é um grande tabu na sociedade brasileira. Em tempos de um governo conservador e retrogado talvez não se tenha tantas esperanças, porém o discurso ainda se mantém firme.

O Coletivo Golfo, da Zona Norte de São Paulo, lançou na semana passada o clipe do single “Quem Vai Salvar?”. O som discute a realidade e as origens da criminalização da maconha e toda a historia de racismo e preconceito presente no discurso de quem é contra.

Uma demonização histórica e racista, num país onde a glamourização do álcool é presença marcada em festas, datas e igrejas” nas palavras de Camões, integrante do coletivo, que enfatiza a hipocrisia de uma sociedade que fecha os olhos pras barbáries cometidas pelo aval da proibição. Nesse momento percebe-se que o título do som tem um duplo sentido.

Os integrantes Camões, Ciero e Nino Crewolina dissertam sobre o tema num beat de Dj Anru, também integrante do grupo. Já o clipe foi filmado, dirigido e editado pelo integrante Ciero, com colaboração de Camões e Jhank. Confira abaixo o clipe;