“Ficar preso a ideologias, a conceitos, a valores. Isso deixa a gente ignorante também”

Em recente relato à TV Preta, KL Jay mandou fortes ideias em relação aos estigmas que o Rap vem carregando a muito tempo e vem se intensificando pelas discussões. Estou falando da famosa Ideologia ‘conservadora‘ do Rap. Onde os termos “vendido”, “moda” e “boy” são palavras chave desse livrinho dos valores contraditórios do estilo.

Na entrevista, KL Jay passa de forma simples e sincera o que aprendeu com o Hip Hop e como leva o estilo em sua existência, contrariando ‘regras’ que muitos seguidores do estilo tentam impor.

Eu não vejo o Hip Hop mais como cultura e nem como movimento, pra mim o Hip Hop é um estilo de vida. Como estilo de vida eu vivo o Hip Hop 24 horas” explicou. “Eu não vejo essa obrigação de ser e de fazer, eu sou. Simplesmente sou e acabou” pontua.

KL também conta que essa forma de enxergar e viver o estilo musical, o fez aprender e/ou entender coisas fundamentais para alcançar a paz de espírito. E enxergar de forma mais limpa todo o cenário, se libertando de amarras que o próprio ‘sistema’ nos faz acreditar — de forma quase que despercebida — que são ideias sadias.

“Eu já fui muito ignorante, preso a ideologias (…) Então eu não quero ficar preso, igual muitos estão. Preso a conceitos, a valores, a ideologias. Isso deixa a gente ignorante também.” contou.

Além de dar essa ideia valiosa, O DJ também falou sobre os membros do Racionais, a reerguida do grupo, suas vontades e prazeres fora a profissão e mais.