Direto da Soronha (BA), ‘Um mundo dentro de outro mundo’

O mais novo EP de Indemar Nascimento se iniciou após um trágico acontecimento no cenário baiano, a morte do mc Cydrak. Como o titulo mesmo diz “Um mundo dentro de outro mundo” tem dois sentidos, onde um era mostrar a realidade periférica, que o mc vive em outro mundo, um mundo onde aprendeu a sobreviver e a se camuflar além conviver com as perdas e o descaso. O outro sentido era retratar o fato da esposa de Cydrak está grávida, sendo assim carregando um mundo dentro de outro.

Sendo realizados 90% por pessoas negras, o EP vem em formato full por tratar de uma historia que é contada por uma família e por essa razão a capa é uma família preta. Trazendo temas como trabalho infantil, racismo, agressão contra mulher, tráfico, genocídio, violência policial e tudo que o próprio Indemar já viveu, o ep te leva para dentro desse universo periférico que existe dentro de outra realidade.

Com os instrumentais produzidos pelos beatmakers DJ Lone, Dimano, Robert Beat e Dactes, o EP ainda contou com o talento do produtor musical Dactes na captação, mixagem e masterização das 7 faixas que traz as participações de 16 Beat, Poeta com P de Preto, Jeferson Devon e a gangster baiana Áurea Semizeria.

Agora minha parte preferida de todos os trabalhos que é o audiovisual, já começando pela belíssima fotografia da talentosa Tamires Almeida que traz a família negra do Poeta com P de Preto (Rilton Jr), a Deusa do ébano (Gisele Soares) e sua linda filha Ayomi Zuhri. A arte da capa ficou por conta do Yan Cloud que faz sempre parceria com Ramires AX que dessa vez assinou o liric vídeo. Tudo isso sendo proporcionado pela Agô Nilê na produção.

A introdução é a parte mais crucial do EP trazendo um grito de Indemar por todas as mazelas ao povo negro. “É um ritual qual aprendi no Reaja será morto ou será morta falando os nomes de todos que foram vítima do genocídio do povo preto. Não esqueceremos a chacina do Cabula, das mortes do meu bairro, da chacina de Cosme de Farias, dos 111 tiros, Amarildo, Cláudia que foi arrastada pela viatura, Davi Fiuza, Jackson, Marinho, Macarrão e muitos outros, eu precisava gritar!” disse Indemar.

Agora ouça você mesmo e entre também nesse mundo dentro de outro mundo.