Conheça todas as faces da dupla LadoA na mixtape de estréia “De volta ao Lugar”

Esta será minha segunda matéria nesse site aonde falarei em primeira pessoa, isso nao se tornará um costume, porém creio que ainda há de se repetir. O motivo, assim como foi no album de estreia de Teagacê é que o projeto em questão tem meu apego, eu vi crescer e é feito por pessoas que eu tenho no meu coração. Aqui falei sobre “De Volta ao Lugar”.

A primeira mixtape da dupla LadoA é um marco importante demais pra cena do Rap Gonçalense e Niteroiense; não apenas pelas historia dos mcs Dejah e Lucas LT no rap carioca já ser longa, mas porque em 12 faixas eles conseguiram capturar todas suas idéias, ideais e conceitos, porque em apenas um projeto é audível anos de batalha, evolucão e comprometimento.

LT e Dejah começaram a escrever essa Mixtape (me permito dizer que pra mim tem o mesmo peso de um álbum) em 2018, ao longo de 2019 desenvolveram, amadureceram idéias e conceito e produziram ela com a ajuda de amigos; um deles Jovem blacksanta, da Templo, o qual abraçou os MCs e assinou a mix/master de todas as faixas da mixtape.

O projeto é fiel demais aos MCs. Ao ouvir você conversa com os artistas e absorve suas visões do mundo. Ambos com seus estilos e flows difentes, porém que em dupla são incrivelmente dinâmicos. Dejah tem um perfil OG, suas levadas são clássicas porém joviais ao mesmo tempo, com as suas raízes a mostra e direto ao assunto. LT já é mais mirabolante, brinca com referências e flows em cada música. Mestre em braggadocio, fala de si mesmo como ninguém, porém nunca esquece do coletivo.

12 faixas passeiam por diferentes estéticas e temáticas; ainda assim conversam entre si e ao ouvir o album na sequência é clara a fluidez do projeto. Há sons de protesto, sons de amor, musicas que esbajam auto estima, outras que buscam expor certos sofrimentos. Entre elas há 2 faixas solo de Dejah e uma de LT, além de uma interlude que une faixas mais distantes entre si. Nas palavras dos próprios “LadoA protagoniza o levante da cena musical periférica, que através da identificação, fazem com que novas narrativas sejam ouvidas, preenchendo lacunas históricas



As participações sao vastas. Primeiro a falar pelas vozes da mixtape; se tem muitos vocais femininos no projeto entre eles Criola Kinah e Preta Pocket nas faixas “Naturalmente” e “Deusa” respectivamente. Aika47 é outra mulher presente, ela versa na faixa “Minha Conta/Make Money” a qual também tem um refrão marcante de Ian Veras. A última participação é de Alceu, do coletivo niteroiense Ujima Gang na faixa “LadoUjimaGang”. Já nas produções se tem Dj Codi, Evertonbeatmaker, TocasdosGigantes que assina a faixa de abertura e o proprio Lucas LT que produziu 5 faixas, incluindo o interlúdio.

As artes da Mixtape são a cereja do bolo. Além da capa oficial do disco, cada som tem sua própria arte expressando a temática do som. Todos os desenhos e colagens foram feitas por Mulambo, artista Niteroiense que se encontra em ascensão. Mulambo fixou bem seu conceito e identidade visual no projeto; um show a parte.

Tenho Dejah e LT ao meu redor, eu vi esse projeto ganhar vida aos poucos. Os anos de progresso que culminaram na mixtape estão presentes nela. Como colaborador e colunista desse site eu digo que “De Volta ao Lugar” é um projeto coeso, robusto e preso as raizes do rap e da negritude. Como amigo eu sinto orgulho e conforto ao ouvi-lo. Mas principalmente como fã, eu anceio por mais projetos da dupla, mais singles, mais mixtapes e albuns, porque eu sei muito bem do que Dejah e LT juntos são capazes.

Ouçam a mixtape no youtube e nas oútras plataformas;