Conheça 5 rappers mulheres ao redor do mundo

Depois que surgiu no Bronx, o hip hop floresceu em uma forma de arte praticada em todos os cantos do mundo. Como hip hop absorve as tradições musicais e tendências de cada cultura que se encontra e as convenções de cada língua que habita, produz novos sons e estilos empurrando a música global para a frente. A internet e as mídias sociais tornaram mais fácil para os fãs se conectarem com artistas que vivem do outro lado do planeta.

Em homenagem a Dina Di, Lady Rap, Sweet Lee, Sharyline, Rubia RPW, Tassia Reis, Drik Barbosa, Issa Paz, Sara Donato, Castanha, Flora Matos, Karol Conka, Naty Mc, Livia Cruz, Karol de Souza, enfim, ao Dia Internacional da Mulher, que indicamos cinco rappers mulheres de todos os cantos do mundo, para você se ligar que o Rap vai muito mais além do que a terra de Lauryn Hill, Erykah Badu e Queen Latifah.

Ana Tijoux, mc do Chile, ex integrante do grupo Makiza, iniciou sua carreira solo em 2007, tendo lançado até agora três álbuns.

Sianna, mc da França, a família de Sianna emigrou do Mali para a cidade francesa de Beauvais quando ela tinha oito meses de vida. Em 2013 ela saiu do grupo Crack House e assinou com a Warner.

Little Simz, uma rapper britânica, cantora e atriz. Após o lançamento de quatro mixtapes e cinco EPs, ela lançou seu álbum de estréia “A Curious Tale of Trials + Persons“através de sua gravadora independente, AGE 101 Music.

Nascida na Zambia, criada na Botswana e atualmente morando em Sidney, Sampa The Great lançou em 2015 o trampo “The Great Mixtape“, muito bom!

E da Africa do Sul, com fortes influências de Nicki Minaj, Gigi LaMayne tem dois disco lançados: “Ground Zero (special edition)” e “i-Genesis“.