Com dois pés na porta, Doiston lança “Desaba.for Part. 1”

Em um país onde o cenário favorece o eixo SP-Rio. Diversos estados do Sudeste do Brasil historicamente tiveram e seguem tendo mais chaves para abrir as portas e atingir um público bem maior. O rapper cearense Doiston trás um grito pelo nordeste em seus versos; como numa famosa “voadora de dois pés” em todas essas portas. Com a produção de Edgar Marques e arte feita por Zé Victor, seu novo lançamento “Desaba.for Part. 1”, aborda como é difícil ser negro e vir das favelas de Fortaleza e ir até o mainstream do rap nacional. Confira:

https://youtu.be/8cwWQxbIx_E
“Desaba.for Part. 1” de Doiston, com produção de Edgar Marques e arte de Zé Victor.

Assim como Sulicídio dos rappers nordestinos Diomedes Chinaski, de Pernambuco e Baco Exu do Blues, da Bahia, o rapper trás críticas à cena nacional que ainda é muito xenofóbica com artistas que vem do nordeste.

Doiston que ano passado lançou seu EP “Foi Sal” -que já trazemos uma matéria aqui no nosso portal (confira)- conversou com a gente na íntegra sobre seu novo lançamento;

É um desabafo […] guardei muita coisa sobre muita gente e sobre a cena. Pra manter essa pose de pacifista fui bem humilde e num jogo sujo isso quer dizer que você é fraco. Falo da cena do rap nacional, artistas nordestinos ainda sofrem xenofobia, passa despercebido pelas mídias e eu quis realmente chamar atenção. Mas não falei nada que fosse mentira, na minha opinião. […] Acho que tem muito moleque melhor que vários artistas que estão em evidência na cena. Existe um privilégio do Sudeste.

Doiston

Citando alguns nomes em sua música, Doiston fala um pouco sobre artistas brancos que estão em evidência na cena, que por muitas vezes, só por serem brancos recebem tanta notoriedade.

Pra contrariar qualquer dúvida, falei os nomes na track pra terem noção de artistas brancos que estão se destacando mais do que pretos, só por serem brancos.

Doiston

Doiston ainda prometeu uma segunda parte da música para dar continuidade ao debate sobre os privilégios do Sudeste diante da cena nacional.