Caetano Veloso mostra sua admiração pela cultura elogiando Criolo e Emicida

Na última terça-feira (22),  o site do Multishow liberou uma entrevista com o Rei da MPB, Caetano Veloso.

Entre vários assuntos, com o foco principal sobre o novo projeto do músico intitulado “Abraçaço“, e na onda do nome e seu significado a entrevista se estendeu até chegar ao ponto que queremos destacar aqui.

Começando com com elogios, “Emicida é excelente e tudo pode acontecer. Depois do Prêmio Multishow, fizemos uma apresentação em São Paulo, no Ibirapuera, ao ar livre. Eu fico muito emocionado ao ouvir “Haiti” por Emicida. É uma música que foi feita quando ele devia estar nascendo. E ele é um cara do hip-hop real, essa canção faz apenas uma referência ao hip-hop. Com ele, junta tudo. “, comenta Caetano ao ser perguntado sobre projetos com Emicida.

Logo após, Louise Palma (repórter que entrevistou o cantou) perguntou; “Quem do cenário musical atual merece um abraçaço e por quê?”

E Caetano para nossa surpresa cita 2 artistas da cultura Hip-Hop, segue o que ele disse: “Ney Matogrosso, pelo conjunto dos passos na carreira. Emicida, pelo já dito. Criolo, por sua incrível originalidade. Thiago Amud, pelo capricho muiscal e literário. Alexandre Peixe por “Eta, painho”. Érika Martins pelo disco novo. Muita gente.”

É sempre bom reconhecimento, pois esta palavra gera motivação. e nessa situação uma motivação coletiva do nosso Rap, pois Caetano é um dos maiores nomes da música Brasileira, e gostando ou não, o cantor e compositor é muito importante para nossa música.