Monna Brutal lança o cirúrgico “2.0.2.1.” (LADO A), seu segundo álbum de estúdio

Nesta sexta (29/1), a MC e produtora Monna Brutal lançou seu segundo álbum de estúdio, “2.0.2.1.”(LADO A). Após pouco mais de dois anos de seu primeiro álbum “9/11”, de outubro de 2018, Monna chega com um projeto totalmente independente e original, assinando toda a produção musical e finalização juntamente com FR3ELEX.

Com 11 faixas, o LADO A de 2.0.2.1. mostra a pluralidade da artista ao transitar por diferentes texturas, flows e gêneros musicais. Logo de cara, a faixa “Poder ao Povo Preto” se destaca pela sonoridade de reggae, “Fight” surpreende pelo recado passado até em linhas em inglês e “Queen” conta com uma estética pop contagiante. “Neurose” e “Produção em Massa” representam bem o bom boombap sujo, e “Balanço Cósmico” e “Partidas” chegam com melodias e letras intimistas, numa voz marcante.

Arte da capa por Monna Brutal

Mas quem já acompanhava a MC antes do lançamento, certamente tinha uma ideia do que estaria por vir. Além dos trabalhos solo, Monna Brutal é também conhecida por ter participado de projetos como as cyphers “Psicopretas vol. 2” e “Homenagem de Março“, e feats como “Magenta Ca$h” da Gloria Groove, “Submarino” do Rap Plus Size e “Dollar Euro” da Tássia Reis. Além disso, a atuação nas batalhas de rima também sempre destacou sua originalidade.

E aproveitando que 29 de janeiro foi o Dia da Visibilidade Trans, é mais que necessário ressaltar a importância de se consumir e fortalecer o trabalho de pessoas trans e principalmente independentes. Assim como o “Peace, love, unity and having fun”, o lema do rap é também a tradição de se tocar em feridas sociais abertas – como racismo e transfobia – e, quando um público escolhe priorizar determinadas causas e negligenciar outras, foge de seu propósito enquanto cultura; muda o foco das lutas para disputas de ego.

Mas a “não-binária que mastiga o ego nacional” Monna Brutal já veio para dar seu recado, através de linhas incisivas e cirúrgicas, speedflows únicos e com qualidade para engolir a cena. Confira:

Comentários
Carregando...