Poetas no Esgoto entra em sua terceira parte em “O Grito Norte/Nordeste”

O projeto iniciado em 2017 na junção das bancas do norte e nordeste do país (Shadowclan, Expresso Submundo, Arcanos & TDM Rap), formando o “Coletivo 333”, que em seu sonhado primeiro trampo com o nome de “Poetas no Esgoto”, chegou com o intuito de trazer esperança e um grito de existência a cena local nortista, cheio de referências da região.

A primeira parte do trabalho tem números próximos a 1 milhão de streamings somados em todas as plataformas, contando com a participação de nove rappers (Koren, Hugo, DoCarmo, Benevides, Magro, Eri-Q, Haru, DaCota e Nescall) e os beatmakers F.L.E.X BEATS e o Próprio Nescall, mostrando como é a cena underground da cidade.

A segunda porção do programa saiu em meio ao aumento de queimadas na Floresta amazônica e de derramamentos de óleos nos rios que cortam a região, o som veio com a função de protestar contra esses atos que ferem o chamado pulmão do mundo.

Com o rap de mensagem, além de anunciar a entrada do último integrante do coletivo W Mc, fora ele outros o som conta também com Nescall, Koren, Haru, Huggo e DaCota MC. As batidas ficaram na responsa de ALTRAN e RVL$, com clipe reunindo 130 mil visualizações no Youtube.

A última parte lançada recentemente conta com a participação do Mc carioca DoisT, e do indicado ao Grammy RAPadura. O Grito do Norte/Nordesre tende a vir como um divisor de águas e firmar a cena nortista no mapa do rapbr, contando um pouco da realidade durante a pandemia e violência policial nas periferias, violência contra mulheres, racismo Milícia e marginalização do jovem favelado. Contando com três beats que tratam de três realidades 

Confira ai o videoclipe:

Comentários
Carregando...