Rapper baiano JotaPê lança faixa “Álcool71”. Confira:

Com referência sobre a pandemia e a capital Salvador, faixa é complexa e cheia de referências com uma musicalidade maravilhosa

Quando falamos da grande cena do Rap Nacional, muitos olhos se viram para São Paulo, Rio de Janeiro, e agora para Minas Gerais. Mas a verdade é que tem muitos artistas talentosos pelo Brasil todo, e o Nordeste vem se destacando muito, sempre nos trazendo coisas novas e incríveis, mas que, muitas vezes, passa batido pela grande massa por não ter o hype que todos buscam atualmente.

Grandes nomes como Rapadura, Matuê, e até mesmo o último campeão nacional do Duelo de Mc’s, o MCharles, são nomes que levantam a cultura e mostram que o nordeste tem sim muito talento para a cena do Rap Nacional e que precisa da nossa atenção.

E é dessa cena que vem JotaPê, da cidade de Lauro de Freitas, em Salvador. O rapper baiano e independente, vem com a cultura underground da cena desde 2017, se aperfeiçoando e nos surpreendendo a cada som.

Em 2019, o rapper lançou o EP “Fora do Padrão“, que conta com nove faixas de versos afiados e que são bem aproveitados a todo momento. Aqui neste espaço, peço para você parar tudo o que estiver fazendo e também conferir esse trampo que tá fino, e a minha faixa favorita é a “Transmutação“.

Como o corre não para, em julho JotaPê lançou a mixtape “Minha Utopia“, com quatro faixas, mostrando sua evolução musical e dando continuidade no lindo trabalho que foi o primeiro ep.

E na última semana, chegou o lançamento de “Álcool71“, uma música rica em detalhes, referências e trocadilhos que acrescentam demais para toda reflexão que a música nos apresenta. Ah, vale ressaltar também que as peças (muito lindas por sinal) de roupas que são usadas no trecho do clipe estão a venda, é só entrar em contato com o rapper no Instagram clicando aqui.

Em tempos de pandemia, estamos ainda mais conectados com nós mesmos. A solidão que nos faz extravasar de diversas maneiras, fez com que JotaPê nos presenteasse com essa faixa que precisa ser ouvida.

Talvez o nome “Álcool71” te remeta indiretamente para a pandemia e o ddd da capital Baiana, mas se você for afundo no assunto, percebemos que esse “71” é muito mais. Como a letra já deixa subentendido, é um desejo de reparação para tudo aquilo que foi furtado durante anos, e é até hoje, da terra nordestina. É tudo aquilo que, mesmo sem perceber, acabam levando de lá, e esse crime tem pena, e a cobrança é alta.

Toda a música foi mixada e masterizada pelo produtor Mansha e produzida pelo beatmaker Bertho.

Confira a faixa “Álcool71” e conheça mais sobre o JotaPê e o trabalho riquíssimo que ele vem fazendo para a cena do Nordeste:

Comentários
Carregando...