Biodz mostra sua mistura de hip hop e reggae no primeiro EP

O ambiente urbano oferece um emaranhado de sensações contraditórias que evocam o poder e a vontade de transformação em grupos e pessoas. É nisso que acredita Abiodun, mais conhecido como Biodz, que, por meio de sua música, busca trazer à tona a indignação e o fervor que a urbanidade oferece mesclando com o que é mais característico de suas raízes: a música negra. 

No seu primeiro EP, Dr. Dun at Casaloca, Biodz promove uma nova consciência musical que une a linguagem local e a jamaicana, retratando o cotidiano da margem, os preconceitos e a necessidade de uma nova forma de se relacionar com a natureza. Focando nos ritmos e movimentos que surgem na cidade, principalmente nas periferias. 

Desde 2006, Biodz participa do universo musical, estando há 4 anos focado na cultura Hip Hop e Reggae que têm forte presença em São Luís do Maranhão, conhecida como Jamaica Brasileira. Sua música tem como referências as vertentes urbanas da cultura reggae como ragamuffin, DUB, dancehall e rap. 

Biodz já organizou bancas de rap e participou da Taça das Favelas, abrindo show do Rashid e Dexter. Em 2019, fez participação no show Eletro Acústico Preto Nando no Festival BR 135, além de já ter em seu histórico o palco compartilhado com vários nomes consagrados da música maranhense, como Célia Sampaio, Natália Ferro e Núbia. É também integrante do projeto Criola Beat, que vem ganhando cada vez mais nome e espaço na capital maranhense além de criar um novo gênero. 

Confira abaixo:

Comentários
Carregando...