Twitch Sullivan faz grande retorno com single solo “Inverno/Inferno”

O artista independente Twitch Sullivan, após uma pausa de dois anos no rap, retorna com o single “Inverno/Inferno“. Trazendo versos que são uma reflexão sobre momentos que o artista vivenciou “o inferno e o inverno (estação)”. A música traz a reflexão de que o inferno não é tão quente, pois o frio do inverno também pode queimar.

Todas as músicas que escrevo são a narrativa da minha vida. Não criticando os MCs que escrevem o que sonham ou almejam pra si, mas é a narrativa em capítulos de cada dia e situações que passei — Twitch Sullivan

O som veio em um momento em que o artista estava totalmente desestimulado do rap, onde vivia no meio da cena, mas percebia que assim como em todos os outros caminhos da vida, existem aqueles que dizem te apoiar e no final sempre mostram quem são de verdade.

Mesmo com esse desânimo, o rapper encontrou alguém para lhe dar um impulso para realizar o projeto com tanta qualidade e eficiência, que foi o filmmaker Guilherme Valverde da GordoProduções – banca de Twitch –, que produziu o videoclipe da faixa mostrando toda a introspecção que ela carrega.

O som foi gravado no estúdio TDL e teve beat assinado por Krr.

Twitch. Foto por: GordoProd

Nascido e criado na região de Cosme de Farias (Salvador – BA), mas atualmente residindo em Santo Amaro (Recôncavo Baiano), o rapper de 26 anos está na cena desde 2012 sendo MC, poeta e compositor.

O início de sua carreira ficou marcado pela participação no grupo de rap “Parenética“, que era formado por Rafael Chagas (Chagas MC) e Jhone Sousa (Jhone MC), que também moravam no mesmo bairro que Twitch.

O rapper construiu seu nome e sua trajetória através de projetos sociais ao longo desses anos. Dando o start em 2013 em seus projeto, Twitch organizou a “Batalha do CF” e mobilizou a comunidade ao fazer um evento de revitalização do Colégio João Pedro dos Santos realizando um mutirão de grafite, batalhas de rima e uma distribuição de refeições para a comunidade.

Seguindo com seus projetos, no ano de 2014 participou de ações no projeto “Pixote” da UFBA em parceria com Rima Mina e a Oficina de Hip Hop, Freestyle e Poesia das Casas de Detenção.

Chegando ao ano de 2016, o grupo Parenética lançou as músicas “Favela Faixa de Gaza” e “Seu dia” – com parceria de Andrei Lost. No mesmo ano, junto com outros MCs e grupos de Rap da cidade, o Parenética foi convidado a integrar o primeiro “Coletania da Reaja” na faixa 5 “Reaja ou será morto“. Além disso, também lançou a cypher “A Favor do Tempo“.

Entre o final daquele ano e início de 2017, Twitch ainda se recuperava da depressão por conta de um acidente que afetou seu rosto, lançou a faixa “Direito de Resposta” a convite de Rixar – um de seus poucos amigos.

Ainda no REAJA, o artista foi apoiador de novas ações sociais em presídios, levando oficinas de freestyle e rap. Além disso, colaborou também com ações na Comunidade do Engenho Velho de Brotas.

Ainda em 2017, junto com Chagas Mc lançou a faixa “O Plano”, onde foi “mentor da faixa que foi o crime“. Já em 2018, ainda na parceria com Chagas, idealizaram e criaram a “Batalha do Trembala” também como projeto social, mas que teve suas atividades encerradas em 2020. Foram 2 anos de dedicação exclusiva de Twitch a Batalha do Trembala.

Neste ano o rapper retomou as atividades junto com seu parceiro Rixar com a faixa “Do Trap a Seresta”, até que no dia 31 de agosto lançou seu projeto solo “Inverno/Inferno”, sendo só a ponta do Iceberg…

Confira o lançamento do artista:

Comentários
Carregando...