Tarcis, LEALL e os amores em “Minha Preta”

Algumas histórias são feitas para serem clichês. O amor, pode ser uma delas e a forma com que ele se apresenta, principalmente na música, geralmente são. Não que isso seja ruim, afinal ele por si só é uma sensação maravilhosa. Entretanto, alguns artistas conseguem manipular esses assuntos corriqueiros de forma bastante única dentro de suas propostas.

Este é o caso de “Minha Preta“, som do carioca Tarcis com participação de LEALL. Disponibilizada no último dia 12, em celebração ao dia dos namorados, a faixa já havia sido lançada em 2018, porém aqui a vemos com uma nova cara. Recebendo uma mix/master de Gabriel Luna, com um beat do próprio Tarcis e a arte produzida por @wavybil, a faixa é mais um lançamento dos manos do coletivo Covil da Bruxa.

Sendo uns dos nomes mais prolíficos da cena do Rio de Janeiro e do Brasil com o grime, os dois MC’s aqui presentes se apresentam num terreno diferente do que costumamos vê-los. Dialogando sobre os amores de dois garotos que cresceram na Zona Norte do RJ, os artistas apresentam novas facetas. Aqui percebemos diferentes motivações que cercam suas criações, porém todas com o intuito de gerar frutos em seus relacionamentos. A arte seria a ferramenta de união dos corpos e sentimentos.

Mais do que na lírica, Tarcis por exemplo diversificou ainda mais sua estética no beat. Utilizando um sample da trilha sonora do anime Yu Yu Hakusho (já utilizado por niLL, na faixa “Alluka”), o MC consegue expandir seus horizontes, demonstrando suas influências musicais e artísticas em geral. Em alguns momentos fica evidente a influência de elementos do vapporwave e funk, numa demonstração de como esses dois converteram o clichê em história particular e única.

Confira, “Minha Preta“:

Comentários
Carregando...