Véi, qual foi de Faustino?

Atento nos últimos lançamentos de todo o país, diretamente de Salvador, mais um ouro lançado. Um disco que parece um pouco com seu antecessor em relação a conceito, Faustino Beats entrega em seu novo trabalho Sawa – Vibes, Vol. 2 uma mistura de sensações e sentimentos que engloba toda uma quadrilogia – que está para ser completada em mais dois volumes que estão para sair. O recente disco mostra também um amadurecimento musical e sentimental que você observa graduadamente em cada faixa apresentada.

(Foto: Reprodução)

Faustino Beats para quem não conhece, é um artista de Salvador (BA) e que já se mostrou diversas vezes presente na cena nacional com sons que ecoaram e foram bastante ouvidos, como ”Nihill”, ”De tarde” e o volume 1 do Vibes, ”Kuro”. Fora parcerias com alguns artistas que estão sempre na cena como ”Ecologyk”, DNASTY, entre outros. Já trouxemos matérias sobre ele em nosso site, confira.

Contra-capa do disco Sawa – Vibes, Vol. 2

Sawa – Vibes, vol. 2 trás sete faixas incríveis num dos melhores R&B do país (na minha opinião 😀) produzido praticamente todo pelo artista, exceto a faixa 3 que quem assina a produção é Hayllan Assis, a mixagem do disco é feito pelo belíssimo trabalho do Isaac Neves e masterização pelo o próprio Faustino. Além de conter as vozes das duas participações do álbum, Áurea Semiseria e Sico.

A primeira faixa ”Boro – Ego Pt. 3” a entrega do artista é direta, fala um pouco do ego que absorve o ser humano e dissolve o poder da fala, de se expressar como deveria, assim guardando tudo para si e sofrendo com aquilo. Já na segunda faixa ”Demorou”, Faustino com um tom frio fala sobre um dos episódios que infelizmente é clássico da vida; a falta reciprocidade em relacionamentos. Já na faixa seguinte ”Kabuki”, a história fica mais quente, dando continuidade à relacionamento, o artista fala sobre prazeres da relação. Fazendo um comparativo com a estética japonesa de teatro Kabuki, ele fala todo o drama vivido numa relação quente. A faixa tem a participação da Áurea Semiseria (se não conhece, gravamos um FreeVerse com ela, confira), que expressa de uma forma incrível a proposta da canção. Na quarta faixa ”Foi o Q Ela Disse”, Faustino relata uma discussão num possível término de relacionamento mostrando a visão inconformada da ”sua” parceira. Na seguinte faixa ”Kevin – Cinza, Pt. 3”, fala sobre reafirmação de autoestima, aonde o eu lírico afirma que consegue sair de uma possível fases conturbadas em sua vida. Em ”Memória”, penúltima faixa do disco, fala de lembranças sentimentais detalhadas de uma relação. Já na última faixa ”Shinai” que leva participação de Sico (se não conhece, precisa conhecer, confira também), ambos colocam de forma genial as dificuldades que encontraremos em tudo nessa vida, mas sempre manter o pé no chão e sempre lembrar que ”para criar asas tem montar um casulo, não é só tomar Red Bull”.

Sawa” significa “pântano” (em japonês). Os temas pesados e as letras reflexivas combinam com o “pântano” que a gente tem que atravessar muitas vezes na vida pra aprender certas lições e sair do outro lado mais forte.

Faustino Beats em seu Twitter (@faustinobeats)

Na minha perspectiva é como se as faixas se encaixassem de alguma forma e o disco contasse uma história ao ouvinte. O ”projeto” Vibes se estende em mais dois volumes, como falado acima é uma quadrilogia. Ouça o álbum Sawa – Vibes, Vol. 2 em todas as plataformas digitais e nos conte o que você achou.

Comentários
Carregando...