WARLLOCK e o underground LGBT: ‘É sobre as contas, as pontas e o dinheiro’

A vida do rapper underground nunca foi das mais fáceis, principalmente no país da desiguldade social, mas você provavelmente já sabe disso. Agora imagine ser rapper underground no contexto marginal trans, lésbico, bi ou gay. É justamente este o tema do último single do WARLLOCK, “Contas”.

Com as participações mais que especiais de Allure Dayo e Zara Dobura, o rapper dichava o corre pessoal enquanto rapper gay no sul do país. Em suas linhas fica explícito que a corrida do “game” é acirrada até mesmo entre os seus.

Zara Dobura, por sua vez, narra as dificuldades diárias de uma jovem e talentosíssima mulher trans através de uma voz angelical e de rimas tão ácidas e pesadas quanto a de qualquer bom MC de batalha de sangue.

Allure Dayo contribui com o refrão perfeito, melódico e com a mensagem certeira. Mesmo sendo três indivíduos com corpos e sexualidades distintas, os “perrengues” são muito semelhantes: A falta de espaço e de recursos na cena (sim, em pleno 2020).

“Contas” é o segundo single do WARLLOCK promovendo seu álbum de inéditas, previsto para o segundo semestre ainda. A produção musical é assinada por Graça (instrumental) e GGOSS (mixagem e masterização) enquanto o audiovisual conta com a direção do próprio WARLLOCK, filmagens por Jorge Kunrath e edição de Zinho Bueno.

Descubra o underground LGBT:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.