Dama da Madruga, ultrapassando fronteiras

Gi e Mkw se mudaram para Portugal ao decorrer do ano passado (2019), aqui no Brasil, precisamente em Curitiba, eram produtores da saudosa Batalha do MUMA, uma das pioneiras na cidade e no segmento.

Mesmo em outra região mantiveram o propósito de continuar com a caminhada no RAP e assim produzindo alguns sons por lá.

Recentemente lançaram o som “Dama da Madruga” com participação de Mistério, MC nascido em Cabo Verde na África.

O rapper é admirador dos grupos brasileiros de rap, como Racionais e Primeiramente. Com uma história pessoal de dificuldades onde não pode crescer com seus pais verdadeiros (seu pai foi para a Espanha a procura de uma vida melhor e sua mãe internada em um hospício – quando tinha apenas 6 anos de idade- ).

Hoje vive em Portugal e canta rap português por gostar e mantendo o objetivo de viver desse sonho para ajudar seus pais. 

Gi promete tudo para o ano que vem! Com algumas novidades de trabalho solo: “Eu não me limito a fazer músicas apenas. Quero continuar propagando a cultura do Hip Hop e unir as pessoas.” Comenta.

Mkw carrega em si a missão de continuar para o que veio. Em uma passada por Marrocos não descansou, mesmo assim optou por fazer suas músicas. Se diferencia pelos trocadilhos e rimas que parecem um trava línguas sempre mostrando muito flow e experiência.

A ideia da música foi do artista Mistério, que já possuía o refrão. Com beat de Deco (o mesmo que produziu a outra música da dupla, intitulada como: “Mari e Juana”), a música transmite a ideia de que a mulher é livre para poder curtir uma noite como e onde ela quiser.

E tem que ser respeitada! Achamos que isso é um assunto que ainda falta no rap” comentam.

Comentários
Carregando...