F*ck Depresion e pressão sobre a classe artística!

Como foi anunciado aqui no site, 6ok e Leozí lançaram na última sexta-feira (13), o Ep “F*ck Depression” onde abordam a gana do artista independente para fazer sua arte virar e tudo que vem como consequência dessa luta.

Por mais que se tenha uma ideia glamourizada dos artistas que tocam no nosso fone, a depressão é algo que ronda de forma muito comum o cotidiano dessas pessoas. Existem pesquisas que concluem que pessoas criativas tem maior probabilidade de ter depressão e uso mais abusivo de álcool e drogas. Não é atoa que temos décadas de casos de artistas que morreram de overdose ou suicídio. A pressão do sucesso, da fama e dos próprios demônios entram em conflito de uma maneira que pode ser fatal.

No rap esse tema vem sendo tratado muito recentemente de maneira geral. Lá fora, vimos Mac Miller morrer de uma overdose pouco depois de lançar um álbum que abordava sua saúde mental.

Em “Let Love“, o rapper Common fala sobre abusos que sofreu e sobre a importância de ser um homem negro compartilhando sua experiência na terapia. Aqui no Brasil o pernambucano Luiz Lins é um dos poetas que aborda todo este universo de uma maneira muito profunda.

F*ck Depression” é um grito contra todas as dificuldades que o artista, principalmente o independente, enfrenta.

Há poucos dias o MC Mineiro, de 23 anos, se suicidou em uma live no instagram. Tudo isso não é por acaso, o artista independente trilha um caminho muito árduo para que seu trabalho possa ser feito e recebido pelas pessoas. A falta de grana, de reconhecimento, podem levar ao desânimo, a desistência e a frustração. Sentimentos esses que levam a depressão. Leozí e 6ok já experienciaram esses sentimentos, conseguiram superar a fim de que isso servisse também como exemplo para outros jovens artistas. Dessa forma nasce o Ep “F*ck Depression“.

Além disso, a classe artística sofre ainda mais com esse governo que quer destruir a cultura do nosso país. Recentemente o artistas foram excluídos do cadastro de microempreendedores. Devido a pressão popular o governo recuou, mas essa decisão poderia precarizar ainda mais o sustento de trabalhadores brasileiros. Todo esse contexto deságua nos temas tratados nas músicas dos artistas capixabas.

SAI DA BAD (prod. Nansy Silvvz), SUPERFICIAL (prod. Kabeh), HATE ME (prod. 6ok) e HEY BRO (prod. 6ok) formam o universo de força que Leozí e 6ok querem passar para os ouvintes. Quando 6ok canta “ouve essa track, vive minha sede“, é muito potente a mensagem de passar uma energia nesse mar de dificuldades.

Os sons passeiam pelos altos e baixos na carreira de um artista que quer fazer o seu corre virar. As distrações, o foco, a vontade, a tentação, a tristeza, a alegria, tudo isso é vivido pelo artista independente de forma muito intensa e as vezes de forma efêmera.

Parece que, por isso, as coisas afetam de forma tão profunda. A dupla do Espirito Santo traz essa vivência, desde tudo que passaram com o Solveris até chegar no momento atual. “F*ck Depression” é uma carta aberta sobre superação e convida você ouvinte a mandar a energia ruim ir se foder!

A track que eu creio merecer um destaque especial é “HATE ME“. O som, que tem o beat produzido pelo próprio 6ok, mostra como os artistas estão estudando para expandir cada vez mais o seu produto, o seu trabalho.

O som aborda os enfrentamentos de um relacionamento quando se está mal psicologicamente. Além da arte há uma vida pessoal: família, amor, a vida de uma maneira geral.

Existem momentos em que ficamos longe de tudo, nossa cabeça vira um embolado de pensamentos. A atenção que a outra pessoa precisa, a gente não dá mais. Tudo isso vai deixando a gente mal, até perceber que é preciso seguir. Deem atenção especial para essa faixa porque ela é linda do começo ao fim.

O trampo está na pista e vem com uma proposta muito nobre, até mesmo devido ao contexto que foi citado na matéria. A estética já vem estabelecida no nome do trabalho, é a tentativa de reação diante daquilo que nos paralisa.

A depressão é algo que nos rodeia e principalmente rodeia os artistas que mais gostamos, seja o mais famosos ou que ainda estão em ascensão.

F*ck Depression” toca num tema que é importante ter mais visibilidade, ter mais pessoas falando, sem medo de errar ou de contar sobre seus dias ruins. O projeto é também sobre empatia. É uma mão nos momentos difíceis, sem julgamentos.

Corre pra ouvir o trampo que está nas plataformas de stream!!

2 Comentários
  1. Camila alencar Diz

    Foda!!

    1. igor Diz

      Só força!!

Responder a Camila alencar
Cancelar resposta

Seu endereço de email não será publicado.